1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Mineirinho conquista título mundial de surfe

Depois de Gabriel Medina, Adriano de Souza, o Mineirinho, é o segundo surfista brasileiro a ser campeão mundial do WCT. De quebra, ele se tornou o primeiro brasileiro a vencer a tradicional etapa de Pipeline, no Havaí.

Foram dez anos de espera. Adriano de Souza, o Mineirinho, conquistou o título da temporada 2015 do Circuito Mundial de Surfe (WCT), nesta quinta-feira (17/12), no Havaí. De quebra, Mineirinho se tornou também o primeiro brasileiro a vencer a tradicional etapa de Pipeline.

Para conquistar o título mundial, Adriano de Souza nem precisava ser campeão de Pipeline. Com a ajuda justamente de Medina, que eliminou o australiano Mick Fanning com um belo aéreo nos últimos segundos da semifinal, Mineirinho se tornou o segundo brasileiro a alcançar o topo do mundo na elite do surfe – depois do título inédito de Medina em 2014.

Na decisão brasileira deste ano em Pipeline, Mineirinho levou a melhor contra o amigo Medina, por 14,07 a 8,50, e coroou uma campanha perfeita no Havaí. "Basicamente, eu estava buscando o troféu do título mundial, mas é um bônus ser campeão de Pipeline, como [Jamie] O'Brien, [Kelly] Slater, Bede Durbidge. Não tenho palavras", disse Mineirinho, que, apesar do apelido, é paulista do Guarujá.

"Queria agradecer muito Deus por esse momento, fui muito abençoado por ele. É fantástico ser campeão, contra meu amigo Gabriel na final. Estou feliz em finalizar o dia bem e quero dizer 'muito obrigado a todos os brasileiros'. Eu sou o campeão!", completou.

"Eu disse para o Gabriel na água que sem ele eu nunca seria campeão. Ele me mostrou o caminho para chegar até aqui. Muito obrigado, Gabriel, por me mostrar como ser campeão mundial. Dividir esse momento com ele na final é fantástico, é uma benção", disse Mineirinho.

Medina não saiu de mãos vazias. O surfista de Maresias, que fez história no ano passado como o primeiro brasileiro campeão do mundo no surfe, levou a Tríplice Coroa, competição que reúne três etapas no Havaí, sendo duas válidas pelo WQS (divisão de acesso), em Haleiwa e Sunset Beach, e a última pelo WCT (elite), em Pipeline.

No WCT, o Brasil terminou com quatro brasileiros entre os sete primeiros. Ítalo Ferreira, em sétimo, tornou-se o melhor rookie (novato) da história da elite do surfe mundial.

Top 10 da temporada 2015 do WCT:

Adriano de Souza (BRA) - 57.700 pontos
Mick Fanning (AUS) - 54.650 pontos
Gabriel Medina (BRA) - 51.600 pontos
Filipe Toledo (BRA) - 50.950 pontos
Owen Wright (AUS) - 43.600 pontos
Julian Wilson (AUS) - 42.700 pontos
Ítalo Ferreira (BRA) - 41.600 pontos
Jeremy Flroes (FRA) - 41.200 pontos
Kelly Slater (EUA) - 37.600 pontos
Nat Young (EUA) - 33.200 pontos

Leia mais