1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Milosevic pede para ser solto e promete não fugir

Ex-presidente iugoslavo, preso em Haia há seis meses e sendo julgado no Tribunal de Crimes de Guerra da ONU, está sendo processado por crimes contra a humanidade cometidos em Kosovo, na Bósnia e na Croácia.

default

Slobodan Milosevic (centro), ao entrar no Tribunal de Haia

Slobodan Milosevic disse nesta quarta-feira (30) que sua libertação seria uma "decisão lógica" e assegurou que não fugirá, caso for solto.

"Estou absolutamente preparado para qualquer julgamento, pois não quero perder a oportunidade desta luta", foram as palavras de Milosevic, que proferiu um monólogo de 15 minutos durante a audiência do Tribunal. A acusação pediu que os dois processos contra o ex-presidente iugoslavo – um sobre os crimes em Kosovo e o outro relativo à Bósnia e a Croácia – sejam juntados num só.

Ao ser questionado pelo juiz Claude Jorda, se preferia um só processo ao invés de vários, Milosevic respondeu que deixaria a decisão sobre o procedimento a cargo do tribunal.

No dia 12 de fevereiro, Milosevic deverá responder perante o Tribunal Internacional de Crimes de Guerra da ONU pelos supostos crimes contra a humanidade cometidos durante a guerra de Kosovo. Posteriormente, no segundo processo, ele deverá ser julgado pelos crimes praticados na Croácia e na Bósnia.

O ex-presidente iugoslavo, que se encontra preso há cerca de seis meses em Haia, contesta a legalidade do Tribunal da ONU e rejeita qualquer tipo de colaboração.