1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Milhares protestam em Tóquio contra reforma de Constituição pacifista

Manifestantes se reúnem em frente ao Parlamento em ato contra projeto de lei que amplia poderes do Exército japonês. Premiê argumenta que mudança é necessária diante da força da China e instabilidade na Coreia do Norte.

Milhares de pessoas fizeram um protesto neste domingo (30/08) em frente ao parlamento em Tóquio contra projetos de lei que preveem o aumento das prerrogativas do Exército japonês.

A nova legislação proposta pelo primeiro-ministro, Shinzo Abe, a frente do Partido Liberal Democrata, está em discussão no Senado. A votação final deve ocorrer até o fim de setembro.

A reforma proposta pelo governo permite a ampliação dos interesses de defesa do país para além do território nacional. O Exército poderia apoiar aliados no exterior, mesmo que não fosse diretamente ameaçado. Abe e seus partidários argumentam que as alterações são necessárias diante da ampliação da força da China e a instabilidade política na Coreia do Norte.

Embaixo de chuva, os manifestantes ergueram cartazes com a mensagem "Sim à paz, não à guerra" e pediram a saída do premiê do cargo. Alguns estudantes fazem greve de fome. Membros da oposição também participaram do ato. Uma série de protestos ocorre no país desde julho, desde que o projeto foi aprovada pela câmara baixa do Parlamento japonês.

A reinterpretação da Constituição pacifista, em vigor desde o fim da Segunda Guerra Mundial, levou 120 mil às ruas de Tóquio, de acordo com os organizadores. Já a polícia contabilizou 30 mil manifestantes.

KG/lusa/dpa

Leia mais