1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Milhares exigem renúncia de premiê malaio

Manifestantes pedem saída do primeiro-ministro Najib Razak do cargo em segundo dia consecutivo de protestos. O político é suspeito de desviar 700 milhões de dólares de fundo de investimento estatal.

Milhares de cidadãos da Malásia voltaram às ruas da capital Kuala Lumpur neste domingo (30/08) para exigir a renúncia do primeiro-ministro Najib Razak. Ele é suspeito de desviar 700 bilhões de dólares de um fundo de investimento estatal.

O ex-primeiro-ministro Mahathir Mohamad, se uniu aos manifestantes vestidos com camisetas amarelas, símbolo do movimento Bersih, uma aliança de entidades civis pró-democracia, que convocou atos em todo o país neste fim de semana.

"Para que ele [Razak] seja destituído, o povo deve demonstrar seu poder. O povo, como um todo, não quer um líder corrupto", afirmou Mohamad.

Alguns manifestantes que participaram dos atos do sábado acamparam nas ruas da capital malaia para protestar novamente neste domingo. A polícia contabilizou 25 mil pessoas.

Na sexta-feira, o governo bloqueou o acesso ao site do grupo Bersih. Apesar da proibição das autoridades, os atos ocorreram sem registro de violência.

Documentos vazados em julho mostraram que Razak teria recebido cerca de 700 milhões de dólares desviados da companhia de investimento estatal 1Malaysia Development Berhad (1MDB). O premiê alega que o dinheiro foi uma doação proveniente do Oriente Médio.

O partido de Razak, UMNO, governa desde a independência do país do Reino Unido, em 1957. As manifestações ocorreram às vésperas do feriado nacional da independência, nesta segunda-feira (31/08).

KG/dpa/rtr

Leia mais