1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Milhares de espanhóis saem às ruas contra pacote do governo

Insatisfação com as medidas de austeridade anunciadas pelo governo Rajoy leva milhares de manifestantes às ruas de Madri, Barcelona, Bilbao e dezenas de outras cidades na Espanha.

Milhares de pessoas saíram às ruas em mais de 80 cidades da Espanha nesta quinta-feira (19/07) para protestar contra as medidas de austeridade adotadas pelo governo, como cortes salariais e aumentos de impostos. "Mãos ao alto! Isto é um assalto!", gritavam os manifestantes em Madri.

Na capital, os manifestantes lotaram a praça Puerta del Sol, em frente ao Parlamento. A manifestação prosseguiu madrugada adentro, até ser dispersada pela polícia, que disparou balas de borracha e agrediu os manifestantes com cassetetes. Estes lançaram garrafas e outros objetos contra os policiais.

Ao menos 26 pessoas ficaram feridas, segundo o jornal El País, que estimou em 100 mil o número de manifestantes na capital. Também em Barcelona, Bilbao e Sevilha ocorreram protestos.

"Não há nada que possamos fazer, a não ser vir para a rua. Perdemos de 10% a 15% do nosso salário nos últimos quatro anos", afirmou Sara Alvera, de 51 anos, que trabalha no setor da Justiça, à agência de notícias AFP.

Pacote de austeridade

Os protestos começaram na semana passada, depois de o chefe de governo espanhol, Mariano Rajoy, ter anunciado um pacote de austeridade de 65 bilhões de euros, com o objetivo de reduzir o déficit orçamental.

Entre as medidas anunciadas, está a eliminação do abono de Natal dos funcionários públicos, o que corresponde a uma redução salarial de 7% e sucede a uma redução salarial em 2010.

O governo decidiu também reduzir a ajuda para desempregados e aumentar o Imposto sobre Valor Agregado (IVA). O ministro das Finanças, Cristobal Montoro, defendeu as medidas, afirmando que não há dinheiro para pagar os serviços públicos.

As medidas foram anunciadas após a União Europeia acertar uma ajuda de 100 bilhões de euros à Espanha, destinada a sanear o sistema bancário do país.

Madrid Spanien Krawall

Protestos acabaram em violência na capital espanhola

Alemanha aprova ajuda

Nesta quinta-feira, o Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão) aprovou, por ampla maioria, a ajuda para recapitalizar os bancos espanhóis. A cota da Alemanha pode chegar a 30 bilhões de euros.

A primeira parcela da ajuda deverá ser entregue até o final de julho e soma 30 bilhões de euros.

AS/afp/lusa/ap
Revisão: Marcio Damasceno