1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Michael Ballack faz a diferença

Desde que o jogador do ano da Alemanha transferiu-se para o Bayern de Munique, o vice-campeão Bayer Leverkusen se afundou.

default

Agora Ballack faz gols pelo Bayern, como contra o Nürnberg (14/9/2002).

Michael Ballack não disputou a final da Copa do Mundo, em que a Alemanha foi derrotada pelo Brasil por 2 a 0. Ele estava suspenso, por ter recebido seu segundo cartão amarelo na semifinal da Alemanha contra a Coréia do Sul (1 a 0).

Depois de ter jogado três anos no Bayer Leverkusen, onde foi duas vezes vice-campeão alemão, Ballack foi para o Bayern de Munique por seis milhões de euros, juntamente com o brasileiro Zé Roberto. Jogando com a camisa 13, ele comanda o meio-campo da equipe de Munique, arma as jogadas de ataque e já marcou quatro gols nas seis primeiras rodadas.

O Bayern está invicto, é líder isolado com 16 pontos, tem um dos artilheiros da competição (Élber com 6 gols) e o maior saldo de gols (12). Analisando a boa fase do time, o presidente Franz Beckenbauer não deixa margem a dúvidas. "É Ballack que faz a grande diferença", disse o "Kaiser" do futebol alemão.

Em compensação, o Bayer Leverkusen ainda não conseguiu se recuperar desde que desmontou o seu meio-campo. No Campeonato Alemão, o time da Aspirina despencou para o 15º lugar com apenas 5 pontos.

E, o que é pior, na lucrativa Liga dos Campeões, o Leverkusen corre o risco de ser eliminado logo na primeira fase, depois de perder seus dois primeiros jogos. Deu vexame em Atenas sendo goleado por 6 a 2 pelo Olimpiakus Pireus, e em casa foi derrotado por 2 a 1 pelo Manchester United.

Ballack enfrenta seu ex-time

Nesta quinta-feira (26) Michael Ballack completa 26 anos. No sábado ele estará de volta a Leverkusen, pela primeira vez, para enfrentar o seu ex-time. A partida entre o Bayer Leverkusen e o Bayern de Munique é o clássico da sétima rodada do Campeonato Alemão.

O jogo está sendo aguardado com grande expectativa. Uma derrota para o Bayern poderá levar o Leverkusen para a lanterna e agravar a crise no vice-campeão. O treinador do Leverkusen, Klaus Toppmöller, se esforça para que o seu elenco não fique fixado em Ballack e se esqueça do resto do time do Bayern.

Melhor que Zidane

O treinador do Bayern de Munique, Ottmar Hitzfeld, não poupa elogios ao seu meia armador. Ballack joga com extrema inteligência, possui o instinto de se colocar na devida posição e tem uma técnica precisa de finalização: tanto no chute de longe quanto de perto. "Na história do futebol alemão, nunca houve um jogador de meio-campo tão goleador quanto Michael Ballack", avalia Hitzfeld.

O ex-jogador Günter Netzer, meio de campo da seleção alemã campeã de 1974 e hoje um dos grandes comentaristas de futebol da Alemanha, disse que Ballack é melhor do que ele e Overath (também campeão em 1974). Franz Beckenbauer vai mais longe e diz que não trocaria nunca Michael Ballack por Zidane!

Leia mais