1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Metropolitan inaugura mostra de pintor alemão

Um dos mais celebrados pintores contemporâneos alemães, Neo Rauch ganha mostra individual no Metropolitan Museum of Art de Nova York - uma honra, mas também um desafio para o artista da aclamada Nova Escola de Leipzig.

default

'Die Fuge' (A fenda) é uma das novas telas expostas em Nova York

O Metropolitan Museum of Art de Nova York inaugurou uma exposição do pintor alemão Neo Rauch, com 14 novos quadros pintados especificamente para a ocasião.

Um dos artistas mais aclamados de sua geração nas palavras do curador Gary Tinterow, Rauch é o terceiro homenageado numa série dedicada a artistas em meio de carreira, após os norte-americanos Tony Oursler (2005) e Kara Walker (2006).

Vater

'Vater' (Pai): homenagem ao pai, falecido ainda jovem

As novas obras, segundo Rauch, foram inspiradas em memórias deslocadas e percepções momentâneas que se perdem antes mesmo de receber um nome. Pensando nisso, o artista deu à mostra o título Para, em referência a termos como paranormal, paralelo e paradoxo.

Surrealismo e imaginário popular

Segundo Tinterow, "as obras de Rauch invocam uma atmosfera de nostalgia confusa e utopias fracassadas" e, embora tenha conexões com o surrealismo, o realismo socialista e a pop art, possuem um estilo próprio. "Por mais que haja muitos elementos familiares no mundo paralelo criado por Rauch, as situações sugeridas são bizarras, misturando o normal e o anormal."

"Nas minhas telas, na minha cabeça, tudo é possível ", explica Rauch. "Para mim, pintar é a continuação de um sonho com outros meios." Em um dos quadros, por exemplo, ele pintou um jovem embalando um idoso do tamanho de um bebê – uma homenagem a seu pai, que faleceu ainda muito jovem.

Natural de Leipzig, Rauch recebeu forte influência do fato de ter crescido na Alemanha comunista. "Suas pinturas se deslocam entre o surrealismo e o imaginário popular, desafiando interpretações fáceis", disse o curador.

Rauch posiciona figuras históricas em paisagens ambíguas, ao mesmo tempo em que contrasta cores ácidas e brilhantes com sombras profundas.

Warten auf die Barbaren

'Warten auf die Barbaren' (Esperando pelos bárbaros)

A exposição foi instalada numa sala de teto baixo e sem luz natural, impondo um desafio ao artista, que diante disso preferiu dispor os quadros de forma rítmica em vez de seguir um tema em particular. "Esta é uma característica específica do meu trabalho, que eu possa tocar de ouvido", conta o pintor.

Nova Escola de Leipzig

Neo Rauch

Neo Rauch é um dos fundadores da Nova Escola de Leipzig

Rauch é formado pela Academia de Artes Visuais de Leipzig, onde leciona atualmente. Ele é tido como um dos fundadores da chamada Nova Escola de Leipzig, um movimento artístico marcado pela pintura figurativa social-realista, com narrativas enigmáticas e tons surrealistas.

Sua exposição individual fica até 23 de setembro no Metropolitan, de onde seguirá para o Museu Max Ernst em Brühl, na Alemanha, onde poderá ser vista de outubro de 2007 a março de 2008. (vn)

Leia mais