1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Metalúrgicos fazem últimos preparativos para a greve

A primeira greve dos metalúrgicos alemães nos últimos sete anos começa na próxima segunda-feira (6).

default

Reivindicação sonora: metalúrgico com apito do IG Metall

No primeiro dia de greve, deverão parar cerca de 50 mil empregados de 21 empresas. Até o final da semana, 80 firmas serão atingidas pelo movimento. Os metalúrgicos pedem um aumento salarial de 6,5%. As empresas do setor oferecem 3,3% e um abono único de 190 euros.

Os preparativos para a primeira greve desde 1995 começaram, nesta quinta-feira (2), por decisão da categoria nos Estados de Baden-Württemberg e Berlim/Brandemburgo.

Com a chamada "greve flexível", o Sindicato dos Metalúrgicos aposta no efeito dominó de paralisações curtas, que devem atingir desde as grandes montadoras até pequenos fornecedores. Os nomes das empresas atingidas pelas "paralisações de surpresa" não serão divulgados com antecedência.

Calcula-se que, nos últimos sete anos, o sindicato acumulou um "respeitável" fundo de greve e está preparado para uma longa paralisação. A última greve de 1995 na Baviera custou 20 milhões de marcos aos sindicatos.

Leia mais