1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Messi marca nos acréscimos e salva Argentina contra o Irã

Argentinos param na retranca iraniana, levam sustos, mas deixam Mineirão com vitória graças a gol de seu camisa 10 a dois minutos do fim. Triunfo garante classificação antecipada às oitavas de final.

Foram mais de 70% de posse de bola, quase 20 finalizações a gol e mais de 30 bolas alçadas na área. Mas foi só aos 46 minutos do segundo que o ataque mais caro desta Copa, avaliado em cerca de 1,35 bilhão de reais, conseguiu furar a retranca iraniana. E graças a seu jogador mais valioso, Lionel Messi, a Argentina saiu do Mineirão neste sábado (21/06) com a vitória por 1 a 0.

Ainda mais complicado que a vitória sobre os bósnios na primeira rodada (2 a 1), o triunfo deste sábado, sob os olhares de Maradona nas arquibancadas, deu a classificação à Argentina no Grupo F.

"No primeiro tempo, tivemos quatro ou cinco chances de gol, mas no segundo eles complicaram muito", disse o técnico Alejandro Sabella. "Mas Messi é um jogador decisivo. Com ele, tudo é possível."

Os argentinos voltam a campo na próxima quarta-feira, para enfrentar a Nigéria em Porto Alegre. Um empate garante o primeiro lugar da chave. Já os iranianos, com chances remotas de classificação, jogam com a Bósnia em Salvador.

O jogo

Enquanto a Argentina entrou em campo com uma escalação ofensiva, com Messi, Agüero, Di María e Higuaín na frente, o Irã posicionou seus dez jogadores de linha atrás de sua própria intermediária.

WM 2014 Gruppe F 2. Spieltag Argentinien Iran

Maradona esteve presente no estádio

Com isso, o que se viu foi um primeiro tempo de um time só. A Argentina tinha quase sempre a bola – foram 75% de posse – mas não conseguia furar a retranca iraniana. Só nos primeiros 45 minutos, foram 11 finalizações argentinas, contra apenas três do Irã.

Chances reais de gol foram apenas duas para os argentinos. Na primeira, aos 13, Higuaín recebeu passe em profundidade e, já quase na pequena área, foi travado pelo goleiro. Na segunda, aos 21, Agüero quase marcou em chute colocado, que obrigou Haghighi a fazer grande defesa.

Na volta do intervalo, o Irã se soltou mais em campo e, logo no início, teve boa chance de marcar. Após contra-ataque rápido, Ghoochannejhad recebeu cruzamento e cabeceou com perigo, para boa defesa do goleiro.

Aos 20 minutos, os iranianos já tinham melhor presença ofensiva que os argentinos e tiveram outra grande chance. No lance, Montazeri lançou na área, e Dejagah, de cabeça, forçou Romero a fazer grande defesa.

Pressionada pela necessidade da vitória, a Argentina passou então a ter pressa na partida. Mas se limitava a lançar bolas na área e dependia de lampejos de seus craques, sobretudo Di María e Messi.

Fußball WM 2014 Argentinien Iran

O goleiro iraniano ajudou a parar o ataque argentino, como nesta tentativa de Higuaín

Aos 28, Messi cobrou falta da entrada da área, na rede pelo lado de fora, e levou muitos no estádio a comemorarem. Logo depois, Di María recebeu livre pela esquerda, mas chutou em cima do goleiro iraniano.

Aos 40 minutos, quase mais uma surpresa na Copa. Após contra-ataque, Ghoochannejhad foi lançado e ficou frente a frente com o gol, mas Romero salvou a Argentina. E coube a Messi, já nos acréscimos, espantar de vez a zebra, com um chute preciso de fora da área, no canto direito do goleiro iraniano. Um a zero no placar, e alívio para os argentinos.

Ficha técnica

Argentina 1 x 0 Irã

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte

Arbitragem: Milorad Mazic (Sérvia), auxiliado por seus compatriotas Milovan Ristic e Dalibor Durdevic.

Gols: Lionel Messi (46'/2T)

Cartões amarelos: Javad Nekounam (7'/2T), Masoud Shojaei (27'/2T)

Argentina: Sergio Romero; Pablo Zabaleta, Ezequeil Garay, Federico Fernández, Marcos Rojo; Javier Mascherano, Fernando Gago, Ángel Di María (Lucas Biglia 47'/2T), Sergio Agüero (Ezequiel Lavezzi 31'/2T), Lionel Messi; Gonzalo Higuaín (Rodrigo Palacio 31'/2T). Técnico: Alejandro Sabella.

Irã: Alireza Haghighi; Jalal Hosseini, Amirhossein Sadeghi, Pejman Montazeri e Mehrdad Pooladi; Andranik Teymourian, Javad Nekounam, Ashkan Dejagah (Alireza Jahanbakhsh 40'/2T), Ehsan Haji Safi (Reza Haghighi 42'/2T), Masoud Shojaei (Khosro Heydari 31'/2T); Reza Ghoochannejad. Técnico: Carlos Queiroz.