1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Mesquita na Arábia Saudita é alvo de ataque

Homem-bomba deixa ao menos 13 mortos em templo na cidade de Abha, e nenhum grupo assume autoria do atentado. Recentemente país foi atacado tanto pelo "Estado Islâmico" quanto por rebeldes do vizinho Iêmen.

Uma mesquita supostamente utilizada por forças especiais do Ministério do Interior na cidade saudita de Abha foi alvo de um ataque à bomba que deixou 17 mortos, informou nesta quinta-feira (06/08) a emissora estatal Al- Ekhbariya.

Segundo o Ministério do Interior saudita, o ataque deixou ao menos 13 mortos, dez dos quais seriam membros das forças de segurança do país. A razão da discrepância entre os números não foi esclarecida.

Um porta-voz do Ministério do Interior informou que investigações preliminares apontam que o ataque teria sido realizado por um homem-bomba que vestia um colete explosivo.

Uma autoridade do mesmo ministério afirmou, em condição de anonimato, que o atentado teve como alvo policiais em treinamento que rezavam no local. Ele não confirmou se a mesquita atacada está localizada dentro de uma base do ministério. A imprensa estatal, entretanto, informou que o templo pertence a um posto de serviços de emergência do Ministério do Interior.

Até o momento, nenhuma organização reivindicou a autoria do atentado. As suspeitas, porém, devem recair sobre os extremistas do "Estado Islâmico" (EI), cujos afiliados no país alegaram responsabilidade por uma série de ataques nos últimos meses.

Em maio, um terrorista suicida matou 22 pessoas numa mesquita xiita no vilarejo de al-Qudeeh. O ataque, reivindicado pelo EI, foi o pior sofrido no país em uma década, seguido de outro atentado à bomba a uma mesquita, uma semana mais tarde, que deixou quatro mortos. Vários membros de forças de segurança sauditas têm sido alvos de ataques.

No mês passado, as autoridades

prenderam mais de 400 suspeitos durante uma operação de repressão ao terrorismo

e afirmaram ter evitado outros ataques do EI planejados para o país.

Além disso, a Arábia Saudita lidera uma

coalizão que combate os rebeldes xiitas houthi no Iêmen

. Os insurgentes iemenitas já realizaram vários ataques contra alvos militares além dos limites com o país vizinho. A cidade de Abha, atingida pelo ataque desta quinta-feira, fica na província de Asir, próxima á fronteira entre os dois países.

RC/dpa/ap

Leia mais