1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Merkel sai fortalecida de eleições regionais

Chefe do governo alemão ganha primeiro teste de popularidade em "superdomingo eleitoral". Governadores de Baden-Württemberg (CDU) e Renânia Palatinado (SPD) são reeleitos. Saxônia-Anhalt pode ter "grande coalizão"

default

Lideranças da CDU comemoram vitória em Baden-Württemberg

A chanceler federal Angela Merkel passou pelo primeiro teste de popularidade nas urnas, com a vitória dos partidos de sua coalizão governamental nas eleições parlamentares deste domingo (26/03) em três Estados alemães.

Os governadores de Baden-Württemberg, Günther Oettinger (CDU), e da Renânia-Palatinado, Kurt Beck (SPD), foram confirmados em seus cargos. Beck poderá governar até com maioria absoluta, enquanto Oettinger deverá dar continuidade à coalizão com o Partido Liberal.

Já na Saxônia-Anhalt, tudo indica que a aliança formada pela CDU e pelo Partido Liberal e comanda pelo democrata-cristão Wolfgang Böhmer perdeu a maioria na Assembléia Legislativa. Prevê-se que a alternativa será uma "grande coalizão" formada por CDU e SPD, nos moldes da que governa no plano federal.

"Grande coalizão despolitiza"

Drei Landtagswahlen - Oettinger, Böhmer, Beck

Oettinger, Böhmer e Beck

Dezessete milhões de eleitores tinham sido convocados para votar no chamado "superdomingo eleitoral", mas o comparecimento às urnas caiu nos três Estados, em relação ao pleito anterior. Na Saxônia-Anhalt, Estado do Leste alemão com alta taxa de desemprego, apenas cerca de 44% dos eleitores cadastrados votaram.

O líder da bancada da União Democrata Cristã (CDU), Volker Kauder, disse que os resultados são uma "aprovação" à grande coalizão em nível federal (formada por CDU/CSU e SPD) e à política da chanceler Angela Merkel.

O governador Kurt Beck interpretou sua vitória, num dos poucos Estados ainda governados pelos social-democratas, como prova de que "não existe a propalada crise do SPD em nível nacional". O presidente da sigla, Matthias Platzeck, disse que Beck colheu os frutos de "um excelente trabalho estadual".

Ao contrário do que ocorreu nas eleições federais do ano passado, as campanhas estaduais tiveram um tom moderado, sem os habituais ataques frontais entre os dois grupos opostos: o conservador e o social-democrata, aliados no governo federal de Merkel.

A líder do Partido Verde, Claudia Roth, afirmou que "a grande coalizão está provocando uma despolitização dos alemães".

Leia mais