1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Merkel, Hollande e Tsipras querem intensificar negociações

Após encontro, líderes da Grécia, França e Alemanha mostram interesse em prosseguir com negociação sobre dívida grega. Essa foi a quinta reunião dos três em menos de duas semanas.

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, concordaram com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, nesta quarta-feira (10/06) em intensificar as negociações entre Atenas e os credores internacionais para se alcançar um acordo sobre a dívida do país.

A esperada conversa entre os três líderes durou aproximadamente duas horas e aconteceu paralelamente à cúpula entre União Europeia e a Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac). Segundo um porta-voz do governo alemão, uma "atmosfera construtiva" conduziu o encontro.

"Foi concordado com unanimidade que as negociações entre o governo grego e as instituições [Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu] devem prosseguir com grande intensidade", afirmou ainda o porta-voz, sem dar mais detalhes.

Tsipras deixou o local sem comentar a reunião. Esse foi o quinto encontro entre os três líderes em menos de duas semanas. As negociações sobre a dívida grega chegaram a um impasse.

Há meses que o governo em Atenas e os credores tentam chegar a um

acordo sobre reformas

a serem implementadas pela Grécia em troca do desbloqueio de 7,2 bilhões de euros do pacote de resgate de 240 bilhões de euros, essencial para manter o país em condições de honrar seus compromissos.

Atenas se recusa a aceitar imposições dos credores, como corte em pensões e reformas impopulares no mercado de trabalho, em troca do fundo congelado. A Comissão Europeia insiste que não há uma data limite para conseguir um acordo e que o único prazo estabelecido é 30 de junho, quando expira o prolongamento de quatro meses do resgate.

CN/rtr/dpa

Leia mais