1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

9 de novembro de 1989

Merkel diz que queda do Muro é exemplo para áreas em conflito no mundo

Ao discursar em cerimônia no Centro de Documentação do Muro, chanceler afirma que fim da divisão alemã deve ser inspiração para quem luta pelos direitos civis e humanos em lugares como Iraque, Ucrânia e Síria.

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, disse neste domingo (09/11) que a abertura da fronteira há 25 anos é um modelo para outros movimentos de libertação.

"A queda do Muro nos mostrou que os sonhos podem se tornar realidade", afirmou a chefe de governo, na abertura de uma nova exposição permanente no Centro de Documentação do Muro de Berlim.

A cerimônia é parte das festividades do aniversário da queda do Muro na capital alemã. "E queremos compartilhar esta experiência com os nossos parceiros em todo o mundo", completou a chanceler.

A chanceler citou, entre outros, Síria, Iraque e Ucrânia. Ela também afirmou que uma "Europa fundamentada sobre bases de valores comuns oferece a cada um todas as chances para viver a vida livremente".

"Podemos mudar as coisas para melhor, essa é a mensagem do Muro de Berlim", frisou Merkel, lembrando que isso se aplica especialmente nos dias de hoje a outras regiões do mundo onde a liberdade e os direitos humanos "são ameaçados ou pisoteados".

Injustiça deve ser lembrada

Merkel reiterou que a injustiça ocorrida na Alemanha Oriental deve continuar a ser designada como tal e que lugares como o Centro de Documentação do Muro de Berlim são necessários para que tais coisas não caiam no esquecimento. A nova exposição permanente do lugar custou três milhões de euros.

O centro é localizado na Bernauer Strasse, rua que se tornou um símbolo da divisão berlinense. Após a construção do Muro, em 1961, prédios em um lado da cidade passaram a pertencer a Berlim Oriental, enquanto a calçada do mesmo lado passou a fazer parte de Berlim Ocidental. Dias após a construção do Muro, pessoas tentaram fugir pulando das janelas de seus apartamentos, em cenas dramáticas.

Berlin Feierlichkeiten am 9. November 25 Jahre Mauerfall Merkel Wowereit

Merkel e prefeito de Berlim, Klaus Wowereit, em cerimônia no Centro de Documentação do Muro

A chanceler destacou que o dia 9 de novembro não lembra somente a queda do Muro de Berlim, em 1989. "O dia 9 de novembro concentra a história da Alemanha no século 20 de forma como nenhuma outra", disse, lembrando que neste dia, em 1918, o Império Alemão terminou; em 1923, Hitler tentou derrubar a República de Weimar e, em 1938, os nazistas incendiaram sinagogas, na data que ficou conhecida como a Noite dos Cristais.

"Esse foi o prelúdio do assassinato de milhões de pessoas, do rompimento com a civilização representado pela Shoah", sublinhou a chanceler.

MD/afp/epd/dpa

Leia mais