1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Merkel chega ao Brasil para estreia de Consultas de Alto Nível

Em visita de dois dias, chanceler federal alemã discutirá com presidente Dilma Rousseff temas relacionados à agenda bilateral, como economia, meio ambiente e tecnologia. Países devem fechar aproximadamente 15 parcerias.

default

Chanceler federal alemã, Angela Merkel, enquanto embarcava em Berlim rumo ao Brasil

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, chegou nesta quarta-feira (19/08) a Brasília em visita oficial no âmbito da primeira reunião do mecanismo de Consultas de Alto Nível Brasil-Alemanha, acordado em 2013 e que prevê reuniões presidenciais e ministeriais a cada dois anos.

No encontro, Alemanha e Brasil discutirão, entre outros, a

reforma do Conselho de Segurança da ONU

e a consequente ampliação do número de países com assentos permanentes. Além disso, Merkel e a presidente Dilma Rousseff devem inaugurar uma cooperação em políticas tecnológicas e educacionais, divulgou o Planalto.

A Alemanha é o principal parceiro comercial do Brasil na Europa e o quarto parceiro comercial brasileiro no mundo, depois de China, EUA e Argentina. Em um período de pouco mais de dez anos, o comércio Brasil-Alemanha passou de 7,43 bilhões de dólares americanos, em 2003, para 20,47 bilhões de dólares, em 2014 – aumento de 175%. Existem cerca de 1.600 empresas alemãs instaladas no território brasileiro, que constituem o maior parque industrial alemão fora da Alemanha.

No entanto, ambos países ainda não possuem acordos de cooperação nas áreas de educação, ciência e tecnologia, que devem ser discutidos pelas chefes de governo e ministros. Merkel chegou ao Brasil com uma comitiva de sete ministros e cinco vice-ministros, que devem se encontrar com seus homólogos brasileiros para procurar parcerias, segundo o Itamaraty.

Nesta quarta-feira, Merkel e Dilma participaram de um jantar reservado no Palácio da Alvorada. Já na quinta-feira, uma reunião bilateral no Palácio do Planalto está agendada para tratar de assuntos da agenda bilateral e de temas globais, como economia,

meio ambiente

, cooperação e reforma da ONU. Ao mesmo tempo, ocorrem encontros entre os ministros nas respectivas áreas.

Com a visita de dois dias de Merkel ao Brasil, aproximadamente 15 acordos devem ser assinados, promovendo a cooperação e o diálogo em áreas como inovação, pesquisa marinha, mineração, bioeconomia, educação, saúde e segurança alimentar e nutricional.

PV/abr/lusa/ots

Leia mais