1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Mercado financeiro prevê PIB zero em 2015

Pela sexta semana consecutiva, analistas consultados pelo BC reduzem projeções de crescimento para economia brasileira, que deve ficar estagnada. Estimativa é de que inflação fechará ano acima da meta, em 7,15%.

Analistas estimam que a economia do Brasil fique estagnada em 2015, com o Produto Interno Bruto (PIB) registrando crescimento zero, de acordo com o boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (09/02) pelo Banco Central.

É a sexta vez consecutiva que os prognósticos de crescimento são reduzidos. No boletim da semana passada, a estimativa era de 0,03%. No boletim publicado há pouco mais de um mês, em 5 de janeiro,

economistas haviam previsto uma expansão do PIB de 0,5%

.

Depois dos 7,5% de 2010, o crescimento caiu para 2,7% em 2011 e para 1% no ano seguinte. Em 2013, houve leve recuperação, com uma expansão de 2,3%, que antecedeu a queda acentuada em 2014, quando o PIB cresceu apenas 0,15%.

A previsão para a inflação foi elevada para 7,15%, após os 6,56% previstos no início de janeiro. O centro da meta inflacionária fixada pelo Banco Central é de 4,5%, e o teto, de 6,5%. Para 2016, a expectativa é que a inflação feche em 5,6%.

Com relação à Selic, taxa básica de juros, os analistas preveem que ela encerrará este ano em 12,5%. Atualmente, os juros básicos estão em 12,25% ao ano.

A projeção da taxa de câmbio frente ao dólar foi mantida em 2,80 reais para o fim deste ano.

O boletim Focus é uma pesquisa semanal do Banco Central, a partir de avaliações feitas por cerca de cem instituições financeiras.

LPF/abr/rtr

Leia mais