1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Menos marcos falsos do que o esperado

Chegada do euro não aumentou excessivamente a quantidade de falsificações na Alemanha.

default

O marco perde o valor: crianças brincam com notas destruídas pela Casa da Moeda alemã

Não houve a enxurrada de marcos falsificados que se esperava com a chegada definitiva do euro. Com a substituição da moeda, acreditava-se que os falsificadores de dinheiro se apressariam em livrar-se do seu produto. Além disso, havia a possibilidade de reaparecerem cédulas roubadas ou que faziam parte de resgate em casos de seqüestros.

Segundo Jürgen Bartholomäus, do departamento do Banco Central encarregado da falsificação de dinheiro na Alemanha, "não se pode falar de um boom de cédulas falsificadas. Existem, sim, mais notas falsificadas circulando no momento do que no ano passado, mas a quantia não é muito superior à dos anos anteriores".

Os especialistas do Banco Central estimam em cerca de 30 mil as falsificações este ano, 50% a mais do que em 2000. Um número pouco expressivo, se compararmos com 1993, quando foram apreendidas cerca de 42 mil notas falsas. Em 2001, foram registrados 3 mil tipos de falsificação só para as cédulas de 100 marcos "cunhadas" pelas máquinas de xerox e programas de computador.

Onde mora o perigo – Bartholomäus afirma que a maioria das notas e moedas falsas que circulam no mercado alemão vêm do exterior, principalmente, da Bulgária. Lembra, no entanto, que a moeda alemã não é a preferida dos falsificadores e sim, a americana. " O dólar é de longe o mais falsificado", destaca. No caso do marco alemão, as cédulas falsas que mais aparecem são as de 20 e 100 marcos. A presença do chamado fio metálico e da marca d'água pode ajudar a comprovar a veracidade das notas. Porém, há falsificadores que não se prendem a detalhes, aparecem com notas menores e até mesmo com uma face em branco.