1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Membro do Comitê Executivo da Fifa vendia ingressos no mercado negro

O membro do Comitê Executivo da Fifa, Ismail Bhamjee, de Botswana, foi afastado de suas funções na entidade por ter sido flagrado vendendo ingressos para jogo do Mundial pelo triplo do preço normal. Ele também deve deixar o mais rápido possível a Alemanha.

Bhamjee foi flagrado por repórteres do jornal britânico Mail on Sunday em Nurembergue vendendo 12 ingressos para o jogo Inglaterra x Trinidad e Tobago no mercado negro pelo preço de 300 euros. O valor "de face" era 100 euros.

As provas foram enviadas neste sábado (17/06) para a Fifa pelos repórteres do jornal. A Fifa não divulgou oficialmente que material comprovou o culpa de Bhamjee. Mas o vice-presidente da entidade e presidente da Uefa, Lennart Johansson, disse se tratarem de fotografias.

Ao tomar conhecimento do fato, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, convocou uma reunião do Comitê de Urgência, composto por ele e pelos presidentes da seis confederações. O comitê decidiu afastar Bhamjee da entidade e exigiu que ele deixe imediatamente o país-sede do Mundial.

Em carta à Fifa, Bhamjee escreveu que "lamenta profundamente" o ocorrido e pede desculpas à entidade. Membros do Comitê Executivo da Fifa recebem 80 mil euros por ano a título de verba de representação e 400 euros para despesas pessoais nos dias em que estão a serviço da entidade.