1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Mau tempo adia embarque de soldados alemães para Afeganistão

Primeiro grupo do comando avançado embarca em Colônia nesta terça-feira, devido à neve na Turquia, onde avião faria escala. Ministro alemão acha que força de segurança será estacionada no Afeganistão até o final do mês.

default

General de brigada Carl Hubertus von Butler

A viagem dos primeiros 70 soldados das Forças Armadas Alemãs (Bundeswehr) para o Afeganistão, prevista para a manhã desta segunda-feira, foi adiada por 24 horas. O adiamento se deve ao mau tempo na Turquia, onde o avião faria escala. Do primeiro grupo alemão, composto por 50 pára-quedistas e 20 paramédicos e técnicos em comunicações, também participam 30 soldados holandeses.

No total, o comando avançado terá 250 soldados da Alemanha, Holanda, Dinamarca e Áustria. Esta unidade multinacional é comandada pelo general de brigada Carl Hubertus von Butler, de 51 anos. Um avião holandês levará os soldados de Colônia, no oeste da Alemanha, até a base aérea de Bagram, via Turquia, já que os aviões da Bundeswehr não têm a necessária autonomia de vôo.

O ministro alemão da Defesa, Rudolf Scharping, acredita que o contingente de 250 homens do comando avançado estará em Cabul até o final da semana. Scharping também crê que o contingente de 4500 soldados da tropa internacional de segurança estará estacionado no país até o fim do mês.

ISAF – O Parlamento alemão aprovou o envio de até 1200 soldados da Bundeswehr à Força Internacional de Segurança para o Afeganistão (ISAF). Sua missão é garantir a segurança e estabilidade do novo governo em Cabul. O aeroporto da capital afegã deve ser reaberto no final de janeiro para aviões de maior porte. A base de Bagram, a 50 quilômetros de Cabul, está sendo usada pelos Estados Unidos.

O ministro Scharping destacou que as tarefas e o destino exato dos soldados alemães no Afeganistão serão definidos nesta quarta-feira pela Grã-Bretanha, que lidera a operação. Sete vôos especiais diretos estão levando material e equipamentos. O comando avançado dispõe de água e víveres para 14 dias, depois do que, será criada uma rede de abastecimento.

Leia mais

Links externos