1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Maren Meinert volta à seleção

A jogadora Maren Meinert retorna à seleção alemã de futebol feminimo como a grande esperança para a conquista do título no Mundial, que acontece nos Estados Unidos.

default

A técnica da seleção alemã (d) conversa com a meio campista Maren Meinert.

A participação de Maren Meinert no Campeonato Mundial de Futebol Feminino defendendo a seleção alemã está sendo comemorada com entusiasmo. O retorno da jogadora de 30 anos e 1,67 m de altura é apontado como o grande trunfo de uma equipe que, além da ambição pelo título, também pretende garantir a classificação para os Jogos Olímpicos de 2004, em Atenas.

Meinert renunciou à seleção alemã há dois anos, logo após a conquista do Campeonato Europeu, e atuava no clube americano Boston Breakers até algumas semanas atrás, disputando o recém extinto campeonato WUSA até seu término, quando decidiu encerrar sua carreira.

Convencê-la de voltar a vestir a camiseta da seleção alemã foi uma tarefa árdua, mas bem-sucedida, para a direção da Federação Alemã de Futebol (DFB). “Na verdade nem cogitava meu retorno à seleção. Mas estou disposta ajudar e espero que a gente consiga o máximo neste mundial”, revelou a jogadora.

A treinadora Tina Theue-Meyer é uma das que mais apostam no talento e na capacidade de Meinert. Não é sem motivo: no último jogo preparatório para o Mundial, disputado contra a Inglaterra, a Alemanha venceu por 4 a 0 especialmente graças à atuação da experiente jogadora, que recebeu ainda a melhor nota do time.

Sem medo

“Maren está em plena forma e é indispensável para nossa meta”, admitiu também a armadora Renate Lingor, lembrando da importância de uma boa atuação do time neste mundial, que também é classificatório para as Olimpíadas. Só as duas melhores seleções da Europa terão participação garantida em Atenas.

Se depender de Meinert, a seleção alemã será destaque neste Mundial, apesar do time canadense, primeiro e mais perigoso confronto. Nos últimos dez jogos em que atuou, a seleção canadense venceu todos. Apesar do favoritismo, as canadenses não intimidam as alemãs, afinal, elas têm “a brasileira”.

“Roberta” em campo

Brasileira é o apelido carinhoso – e honroso – de Maren Meinert, tida como a versão feminina do astro brasileiro Roberto Carlos, pela semelhança no estilo de atuar. Ela é chamada assim pela técnica da seleção, que sempre à compara ao craque, tanto por sua posição em campo como por seus dribles determinados e rápidos.

Mais destaques

É claro que a seleção alemã de futebol não depende apenas de uma jogadora. O retorno de Steffi Jones, que como Meinert também havia abandonado o selecionado há dois anos, é também mais uma esperança, assim como as veteranas Conny Pohlers, Birgit Prinz, Sandra Minnert e Bettina Wiegmann. Todas atuam em clubes americanos e estão bem motivadas por voltar a vestir a camiseta da Alemanha neste Mundial.

Mudanças e expectativas

O Campeonato Mundial de Futebol Feminino iria ser realizado na China mas acabou sendo transferido para os Estados Unidos por causa da epidemia SARS. O jogo de estréia da Alemanha será no sábado (20/9) contra o Canadá. Os demais jogos a primeira rodada serão no dia 24 de setembro, contra o Japão, e no dia 27 de setembro, contra a Argentina.

Leia mais