1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Marcha "anti-islamização" do Pegida reúne milhares em Dresden

A política do governo alemão de acolhimento aos refugiados foi o maior alvo dos manifestantes, que pediam a renúncia da chanceler Angela Merkel. Movimento está prestes a completar um ano de existência.

Milhares de pessoas participaram nesta segunda-feira (12/10) de um protesto organizado pelo movimento Pegida (sigla em alemão para "Europeus patriotas contra a islamização do Ocidente"), em Dresden.

Líderes do movimento criticaram a decisão da chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, de acolher milhares de refugiados, muitos dos quais fogem de conflitos e guerras em países como Síria, Afeganistão e Iraque. Manifestantes pediam a renúncia da chanceler e a deportação dos migrantes, que chegam em grande número ao país.

A polícia não quis fornecer uma estimativa do número de participantes. Entretanto, jornalistas presentes no local calculam que a marcha desta segunda-feira tenha reunido entre 7 mil e 9 mil pessoas.

O apoio ao Pegida vem aumentando nos últimos meses, apesar das últimas manifestações atraírem quantidades bem abaixo dos 25 mil participantes que compareceram aos protestos em janeiro.

Os protestos "anti-islamização" foram iniciados há quase um ano e ganharam enorme repercussão internacional. Um dos fundadores do Pegida,

Lutz Bachmann, foi indiciado recentemente pelas autoridades alemãs por incitação ao ódio

.

RC/ap/edp/afp/dpa

Leia mais