1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Marcelinho liqüida os "lobos"

Jogador brasileiro marca os três gols da vitória do Berlim sobre o Wolfsburg e é destaque da 15ª rodada da Bundesliga. Aílton mantém Schalke na corrida pelo título.

default

Craque brasileiro (10) já marcou oito gols nesta temporada

Jogando um futebol de nível internacional, o meia brasileiro Marcelinho, do Hertha Berlim, derrotou quase sozinho os "lobos" do Wolfsburg por 3 a 2 e foi considerado pela imprensa alemão o melhor jogador da 15ª rodada da Bundesliga. "Três gols numa partida eu só havia marcado uma vez no São Paulo. Hoje o técnico achou que eu até poderia ter feito cinco. Mas três está bom", disse.

Os oito gols que Marcelinho já marcou para o Berlim nesta temporada valem ouro para o time da capital alemã. Com o brasileiro na dupla função de armador e goleador, o Berlim encontra-se em ascensão num certame que começou aos trancos e barrancos. Se continuar jogando assim, o "mágico da bola", como o chamam os comentaristas alemães, pode até sonhar em ser convocado para a seleção brasileira.

Schalke corre atrás do Bayern

Schalkes Brasilianer Ailton feiert, UI Cup

Aílton (d) e Krstajic comemoram gol do Schalke

Nas duas partidas de domingo (28/11), entraram em campo dois clubes que perseguem o Bayern de Munique na tabela: Schalke e Stuttgart.

O Schalke contou com uma boa dose de sorte e o oportunismo de Aílton para derrotar o Bielefeld por 2 a 1. O centroavante brasileiro marcou o gol decisivo da virada aos 38 minutos do primeiro tempo. Com 30 pontos ganhos, o Schalke continua colado no calcanhar do líder Bayern de Munique, que soma 32 pontos.

Em Hannover, o Stuttgart sentiu o desgaste sofrido no jogo pela Copa da Uefa, na semana passada. Os suábios até que começaram bem a partida, mas tiveram que se contentar com um 0 a 0.

Bundesliga 2004/05 15.Spieltag FC Bayern München : FSV Mainz 05 Bildbox

Brasileiro Lúcio (esq.) disputa a bola com Casey. Na outra foto, Makaay comemora seu gol no final do primeiro tempo

Bayern mantém liderança

No Estádio Olímpico de Munique, o Bayern venceu o Mainz por 4 a 2 e manteve a liderança do campeonato, com 32 pontos. Mas o técnico Felix Magath queria mais. "O jogo teve um alto grau de entretenimento, mas tivemos dificuldades até marcar o 1 a 0 e fomos inconseqüentes no segundo tempo. Isso precisa melhorar", comentou.

O atual campeão da Alemanha, Werder Bremen, derrotou o Borussia Dortmund por 2 a 0, com gols dos franceses Micoud e Ismael. "Perdemos merecidamente porque não controlamos o jogo no meio de campo", reconheceu o técnico do Borussia, Bert van Marwijk.

"O medo engoliu a alma"

O Hamburgo confirmou sua boa fase sob o comando do técnico Thomas Doll e derrotou o Borussia Möchengladbach por 3 a 1 no campo do adversário. Depois da expulsão do zagueiro Boulahrouz, aos nove minutos do segundo tempo, o Hamburgo atuou com dez jogadores em campo. "A equipe batalhou muito e, mesmo com um jogador a menos, ainda criou chances de gol", elogiou o técnico Doll.

O Bayer Leverkusen ganhou de 2 a 0 do Hansa Rostock, lanterna do campeonato. Foi a oitava derrota consecutiva do Rostock em casa, um recorde negativo que até agora só fora atingido pelo Tasmânia Berlim, na temporada de 1965/1966. "O medo engoliu a alma do time", resumiu o novo técnico do Rostock, Jörg Berger.

Freiburg em queda

Vizinho de tabela do Rostock, o Freiburg também continua em queda e perdeu de 3 a 0 para o Kaiserslautern, no Estádio Fritz Walter, em Kaiserslautern. "Embora o placar insinue que fomos arrasados em campo, isso não ocorreu. O que me decepciona é que o nosso engajamento não deu resultado", analisou Volker Finke, treinador do Freiburg.

Uma importante vitória contra o rebaixamento foi conquistada pelo Bochum: 3 a 0 sobre o Nürnberg. "Mostramos agressividade, mas ainda estamos longe do futebol que jogamos no passado", disse o técnico do Bochum, Peter Neururer. O eslovaco Mintal marcou seu 12º gol para o Nürnberg e segue artilheiro isolado do certame.

Leia mais