1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Maquinistas anunciam nova greve na Alemanha

Nona paralisação em menos de dez meses deve atingir também o feriadão de Pentecostes. Data de término é desconhecida e será anunciada apenas 48 horas antes do fim.

O Sindicato dos Maquinistas Alemães (GDL, sigla em alemão) anunciou nesta segunda-feira (18/05) a nona paralisação em menos de um ano nos trens da Deutsche Bahn (DB), empresa que opera o serviço ferroviário na Alemanha.

O transporte de carga deve parar a partir das 15h desta terça-feira (horário local). Os trens de passageiro serão afetados a partir das 2h de quarta-feira. Ao contrário das paralisações anteriores, o GDL não anunciou a data do fim da greve, que só será conhecida 48 horas antes.

O presidente do sindicado, Claus Weselsky, afirmou que a greve tem data para terminar e que será "um pouco mais longa" que a anterior, que terminou em 10 de maio e paralisou o transporte ferroviário por quase seis dias. Isso significa que o feriadão de Pentecostes está incluído.

O GDL exige um aumento salarial de 5% e que a carga horária semanal seja reduzida em uma hora para todos os seus integrantes, não importa a função dentro da empresa. A DB oferece um aumento somente aos maquinistas, pois quer impedir que pessoas no mesmo cargo recebam salários diferentes, dependendo do sindicato do qual fazem partem. A última oferta da DB, de 4,7% de aumento e um pagamento único de 1.000 euros, foi rejeitada.

O sindicato acusa a empresa de atrasar as negociações até a entrada em vigor da legislação que unifica os salários das funções, tomando como base os vencimentos negociados pelo sindicato com o maior número de filiados. No caso da Deutsche Bahn seria o EVG, que tem mais de 100 mil filiados na empresa.

A medida deve ser aprovada nesta sexta-feira no Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão) e entrar em vigor em julho.

A rede ferroviária alemã costuma transportar cerca de 5,5 milhões de passageiros por dia, e a DB transporta um quinto da carga do país, ou mais de 620 mil toneladas por dia.

CN/dpa/rtr/afp

Leia mais