1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Manifestação pró-governo reúne 30 mil na Macedônia

Movimento ocorre um dia após protestos pela renúncia do primeiro-ministro Nikola Gruevski, acusado de corrupção e de ordenar escutas ilegais. Fracassa encontro entre governo e oposição na busca de solução para crise.

Cerca de 30 mil pessoas responderam ao chamado do governo da Macedônia e participaram nesta segunda-feira (18/05) de uma manifestação em apoio ao primeiro-ministro Nikola Gruevski, acusado pela oposição de corrupção e de ordenar escutas ilegais em larga escala.

Diante da multidão reunida na capital Skopje, Gruevski reafirmou que não vai ceder à pressão da oposição e não deixará o cargo. "Essas pessoas querem a minha renúncia contra a vontade do povo", declarou o conservador.

Nesta segunda-feira, Gruevski reuniu-se com o líder social-democrata, Zoran Zaev, e dois líderes da etnia albanesa, Ali Ahmeti e Menduh Thaci, a fim de tentar buscar uma solução à pior crise que atinge o país desde a independência da Iugoslávia, em 1991. A oposição, no entanto, insiste na saída do primeiro-ministro do poder. Um novo encontro entre Gruevski e Zaev foi agendado por intermediadores europeus para esta terça-feira em Estrasburgo, na França.

A manifestação pró-governo foi uma resposta aos protestos deste domingo, que levaram mais de 20 mil de pessoas às ruas da Macedônia contra Gruevski. Um dia depois, milhares de opositores permaneciam em frente à sede do governo em Skopje. Zaev apelou aos manifestantes para que continuem no local "até que o primeiro-ministro se demita".

Mas a oposição tem se recusado desde participar nos trabalhos do Parlamento, acusando o partido conservador do primeiro-ministro de fraudes nas eleições de 2014. Ainda segundo a oposição, 20 mil pessoas teriam sido "grampeadas" pelo governo.

MSB/dpa/ap/lusa

Leia mais