1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Malala comemora 18 anos ao lado de refugiadas sírias

No dia de seu aniversário, vencedora do Nobel da Paz inaugura escola para adolescentes sírias no Líbano e pede a líderes mundiais que invistam em "livros em vez de balas".

A vencedora do Prêmio Nobel da Paz Malala Yousafzai comemorou seu aniversário de 18 anos neste domingo (12/07) com a inauguração de uma escola para refugiadas sírias no Líbano. Em discurso, a ativista pediu aos líderes mundiais que invistam mais em educação.

"Hoje, no meu primeiro dia como adulta, em nome de todas as crianças do mundo, peço que os líderes invistam em livros em vez de balas", declarou.

A Fundação Malala, organização sem fins lucrativos que apoia projetos educativos locais, financiou a abertura da escola, no vale de Bekaa, próximo à fronteira com a Síria. O local tem capacidade para 200 estudantes entre 14 e 18 anos.

Mais de um milhão de refugiados sírios vivem no Líbano. Das mais de 500 mil crianças e adolescentes em idade escolar, a maioria está fora da escola.

"Decidi vir ao Líbano porque acredito que as vozes dos refugiados sírios precisam ser ouvidas e elas têm sido há muito tempo ignoradas", afirmou.

Malala se tornou um símbolo da luta pela educação das mulheres depois de ter sido alvo, em 2012, de um ataque de militantes talibãs, no Vale do Swat, no Paquistão. Ela foi atingida por um tiro na cabeça, no ônibus a caminho da escola.

A jovem paquistanesa ganhou reconhecimento mundial por sua campanha e, em 2014, recebeu o Nobel da Paz. Ela é a pessoa mais jovem a receber o prêmio. Devido a ameaças de morte no Paquistão, ela se mudou para o Reino Unido, onde vive com a família.

KG/rtr/dpa

Leia mais