1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Mais uma noite de VIPs em Berlim

Muita emoção, muitos famosos e poucas surpresas marcaram a entrega do prêmio Echo, da indústria fonográfica alemã, um dos mais cobiçados do mundo da música.

default

Herbert Grönemeyer com uma das duas estatuetas que ganhou

Numa época de queda constante do faturamento, a indústria fonográfica da Alemanha não quis arriscar. A lista dos contemplados com o prêmio Echo neste fim de semana incluía quase que exclusivamente nomes que há muito pertencem ao establishment do setor musical — na Alemanha ou no mundo —, tais como os Tote Hosen e os Red Hot Chili Peppers, para citar apenas alguns exemplos.

O Echo, concedido este ano em 28 categorias, é considerado dos mais importantes prêmios de música do mundo, ao lado do Grammy e do Music Award da MTV. Critérios para sua concessão são os números de venda e presença nas paradas de sucesso.

Apelos pela paz

Berlim, mais uma vez, brilhou com o desfile de famosos. Muitos aplausos, agradecimentos emocionados e até lágrimas acompanharam a entrega de cada uma das 28 cobiçadas estatuetas.

Herbert Grönemeyer, o roqueiro que se destaca pelas letras reflexivas, foi o único a ganhar dois prêmios de uma vez: como melhor cantor de rock e pop da Alemanha e por seu single Mensch, com o qual ele, após quatro anos de luto pela morte da esposa, retornou estrondosamente às paradas de sucesso. Aplaudido de pé pelo público, Grönemeyer verteu lágrimas e fez outras rolarem pela platéia e até entre os apresentadores do show de gala.

Superfestejado foi também Robbie Williams, premiado pelo segundo ano consecutivo como melhor cantor de rock e pop internacional. O britânico deu o maior show ao interpretar Feel, o sucesso do momento, e encerrou Come undone com a frase "Give peace a chance" que, aliás, não foi o único apelo pela paz da noite. Além das palavras de esperança incluídas por muitos em seus agradecimentos, houve até um apresentador de TV que compareceu com o letreiro "Cuba, Germany, Lybia" nas costas do smoking, em alusão à polêmica comparação do secretário de Defesa norte-americano, Donald Rumsfeld.

Ausentes e candidatos a superstar

Nem todos os premiados estiveram presentes à entrega: faltaram a colombiana Shakira, homenageada como a melhor cantora de rock internacional; as espanholas Las Ketchup, com sua Ketchup Song; e Eminem, o melhor na categoria hip hop internacional. Quem vibrou em especial foram as novatas do trio Wonderwall, melhor revelação nacional, e Nena, premiada com o Echo pela primeira vez em 20 anos de carreira.

Também o encerramento do show foi uma concessão ao gosto do grande público: os candidatos do programa de TV Deutschland sucht den Superstar (Alemanha procura o superstar) — que se aproxima da etapa final — cantaram juntos a canção We Have a Dream, que também está entre as mais vendidas da Alemanha no momento.

Leia mais