1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Mais de meio milhão de migrantes atravessou o Mediterrâneo em 2015

Número recorde de refugiados chegou à Europa neste ano, afirma Organização Internacional para as Migrações. Mais de um terço fugiu da guerra civil na Síria e quase 2.900 pessoas morreram durante a travessia.

Mais de 520 mil pessoas cruzaram o Mar Mediterrâneo com destino à Europa neste ano, afirmou a Organização Internacional para as Migrações (OIM) nesta terça-feira (29/09). O afluxo de refugiados ao continente registrado em 2015 já é mais que o dobro do último recorde – 219 mil pessoas no ano passado.

Mais de um terço dos migrantes – 175 mil – veio da Síria, abalada por mais de quatro anos de guerra civil. Por volta de 388 mil entraram no continente europeu via Grécia, vindos da Turquia, enquanto 131 mil viajaram do norte da África para a Itália. Ingressos menores foram registrados na Espanha e em Malta.

A OIM estima que quase 2.900 pessoas tenham morrido durante a travessia do Mediterrâneo, tendo a maioria das mortes ocorrido entre os grupos que tentaram chegar à Itália depois de deixar o norte da África.

Ao apresentar as novas estatísticas, Willian Lacy Swing, diretor-geral da OIM, afirmou que a Europa deveria criar canais legais para migrantes, de modo que eles não tenham que recorrer a traficantes de pessoas e seus barcos.

Nesta segunda-feira, o Conselho Europeu anunciou a segunda fase da operação da União Europeia para lidar com os migrantes cruzando o Mediterrâneo, chamada de Operação Sophia. A partir de 7 de outubro, as autoridades poderão "embarcar, fazer buscas, apreender e desviar barcos suspeitos de serem usados para tráfico de pessoas" em águas internacionais.

LPF/ap/dpa

Leia mais