1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Mais de 100 milhões de cristãos são perseguidos no mundo

Segundo levantamento do grupo internacional Open Doors, radicalismo islâmico representa ameça crescente para adeptos do cristianismo. Ranking de países mais perigosos inclui Coreia do Norte, Síria e Iraque.

default

Cristãos norte-coreanos vivem sob forte ameaça

Cerca de 100 milhões de cristãos são perseguidos atualmente no mundo por causa de sua fé, de acordo com o relatório anual do grupo internacional de apoio a cristãos Open Doors, divulgado nesta quarta-feira (07/01).

A situação é mais grave na Coreia do Norte. Dos estimados 200 mil a 400 mil cristãos que vivem no país, 70 mil estão presos em campos de trabalho forçado, onde são torturados, segundo a Open Doors.

A seguir, aparecem no ranking Somália, Síria, Iraque, Afeganistão, Sudão, Irã, Paquistão, Eritreia e Nigéria. O levantamento se baseia na análise de especialistas em direitos humanos e pesquisadores sobre a violência contra cristãos e restrições oficiais ou informais ao direito de exercer a fé, se converter à religião e gozar das mesmas liberdades civis que outros cidadãos.

Na maioria dos países listados, o extremismo islâmico é a razão para a discriminação. Segundo a Open Doors, militantes islâmicos representam a maior ameaça aos cristãos em 18 dos 20 países considerados os mais perigosos.

Na Síria e no Iraque, os cristãos vêm sofrendo recentemente sobretudo por conta do avanço da milícia terrorista "Estado Islâmico" (EI), que expulsou centenas de milhares de adeptos da fé das áreas que conquistaram. O EI matou 271 cristãos no Iraque e outros 60 na Síria, segundo o relatório.

De janeiro a outubro de 2014, 4.344 cristãos foram mortos, mais que o dobro das 2.123 vítimas do ano anterior, segundo o levantamento da Open Doors. Estima-se que o cristianismo tenha 2,2 bilhões de adeptos no mundo, enquanto o islã tem 1,6 bilhão.

LPF/rtr/dpa

Leia mais