1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Maior avião do mundo faz vôo inaugural

Mais de 60 mil pessoas assistiram ao vôo de estréia do Airbus A380 na França. Aeroportos terão de fazer investimentos pesados para se adaptar à aeronave gigante.

default

Primeira decolagem do A380 em Toulouse

O Airbus A380 voa. Sob o olhar de mais de 50 mil curiosos e 12 mil funcionários da Airbus, o maior avião de passageiros do mundo decolou às 10h29min desta quarta-feira (27/04) em Toulouse, na França, para seu primeiro vôo de teste. Dois pilotos e quatro engenheiros de bordo e cerca de 30 engenheiros em terra avaliaram, através de satélites, durante as quatro horas do bem-sucedido vôo de estréia.

"O A380 é um verdadeiro membro da família Airbus", disse Jacques Rosay, um dos pilotos de teste. O premier alemão Gerhard Schröder declarou que a nova aeronave "é uma prova da competitividade e força inovadora do empresariado europeu e uma esperança para a aviação civil". O presidente francês Jacques Chirac afirmou que, em Toulouse, "foi escrita uma nova página na história da aviação".

Airbus A380 Probefahrt

Airbus A380 durante primeiro vôo

O Airbus A380, com capacidade para 555 passageiros em dois andares, coloca aeroportos do mundo todo diante de grandes desafios: como degelar uma aeronave de 24 metros de altura? Como evacuar o A380 em até 90 segundos em caso de emergência? Perguntas como estas preocupam gerentes de aeroportos de Tóquio a Los Angeles.

Lufthansa tem 15 unidades

Até 2007, a Lufthansa colocará 15 unidades da supermáquina para percorrer as linhas normais. "Temos a intenção de transformar o A380 no símbolo da nossa frota", disse Joachim Schneider, que comanda uma equipe de 100 funcionários encarregados do novo avião. "Queremos estar na vanguarda e os passageiros também perceberão isso."

Para possibilitar o acesso rápido de tantos passageiros ao mesmo avião, terão de ser feitas diversas alterações nas pontes de embarque de aeroportos e em salas de espera. Calcula-se que um aeroporto tenha que investir 100 milhões de dólares para adequar-se ao A380. Na Alemanha, o aeroporto de Munique já está tecnicamente pronto para recebê-lo. Foi o primeiro aeroporto europeu a receber autorização.

Frankfurt entre os três centros

Flughafen in Frankfurt

Aeroporto de Frankfurt será o centro de aterrissagem do A380 na Alemanha

No entanto, os primeiros testes na Alemanha serão feitos no aeroporto de Frankfurt, onde o A380 será incorporado pela primeira vez ao tráfego de vôos de linha. Segundo Wilhelm Bender, chefe da Fraport, empresa que administra o aeroporto, "estávamos preparados desde a construção do terminal 2 em 1994. Agora só precisamos fazer algumas alterações nas pontes de embarque e nas salas de espera. Quando começarmos a operar com a Emirates e a Singapore Airlines, em 2006, e com a Lufthansa, em 2007, seremos um dos três grandes eixos para o A380 na Europa".

Assim como Londres e Paris, Frankfurt se considera dentro do cronograma previsto: até 2008, serão investidos cerca de 100 milhões de euros para que os terminais 1 e 2 sejam adequados para receber o A380. Mas ainda há problemas: um avião não voa permanentemente, ele precisa também de um hangar para manutenção. Frankfurt planeja a construção de um hangar, mas os moradores da cidade protestam.

Stefan Lauer, presidente do Conselho Executivo da Lufthansa, mostrou pouca paciência: "Trata-se de um avião que precisa de uma base. E como Frankfurt é nossa base, ele precisa ser operado de Frankfurt. Por isso é preciso haver um hangar".

Pequeno demais?

Ein Flugzeug und seine Techniker - Airbus A380 am Start

Tripulação do vôo de estréia do A380

"O aeroporto de Frankfurt já tem problemas suficientes. A construção de uma pista adicional, planejada para 2009, foi interrompida pela Justiça alemã devido a protestos da população. Agora, a Fraport aposta suas fichas no A380.

Ele representa uma enorme chance especialmente para Frankfurt, que possui limites no sistema de decolagem e aterrisagem", conta Bender. "Um avião com capacidade para 550 passageiros aumentaria nossa produtividade. Até a ampliação do aeroporto, aviões maiores são a única maneira de crescermos."

Mas para a companhia Emirates, altamente lucrativa, até mesmo o A380 é pequeno demais. Seu presidente, Tim Clark, já pede o desenvolvimento de aeronaves com capacidade para 800 passageiros. Com 43 unidades encomendadas, a linha aérea árabe é até agora a maior compradora do A380.

Projeto milionário

A Airbus é uma subsidiária do conglomerado aeroespacial franco-alemão EADS. Onze companhias aéreas - entre elas a Lufthansa - já encomendaram mais de 100 unidades do A380, que custa em torno de 220 milhões de dólares. No desenvolvimento da aeronave foram investidos cerca de 10 bilhões de euros.

Cerca de 2,3 mil horas de vôo bem-sucedido são necessárias para que o A380 obtenha permissão para o transporte regular de passageiros. Após o vôo de estréia, os diretores da EADS, Philippe Camus e Rainer Hertrich, vêem confirmada a estratégia do grupo. "Com o novo programa, a EADS deverá ter um faturamento de 40 bilhões de euros por ano. A Airbus desenvlveu a tecnologia da aviação das próximas décadas", afirmaram.

Leia mais