1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Mainz, o berço da imprensa moderna

Mainz é a terra de Gutenberg. Há mais de 500 anos surgia ali a técnica que facilitaria a ampla propagação dos conhecimentos da humanidade. Um passo decisivo para todos os progressos posteriores no mundo.

default

A cidade vista a partir do Reno

Com mais de dois mil anos de existência, Mainz – o nome português da cidade é Mogúncia – está localizada à margem do Rio Reno, nas proximidades da foz do Rio Meno. Trata-se de uma das regiões mais povoadas da Alemanha, tendo no centro a cidade de Frankfurt, cujo aeroporto é um dos maiores da Europa. Mas logo a oeste de Mainz já começam os bosques da serra do Palatinado.

Desde 1950, Mainz é a capital do Estado da Renânia-Palatinado, contando cerca de 200 mil habitantes. Pontos altos dessa moderna cidade de médio porte são o centro histórico, a catedral românica Kaiserdom, a torre da igreja Stephanskirche, famosa pelos vitrais de Marc Chagall, bem como as construções de arenito vermelho no estilo barroco do século 17.

Tradição e progresso caminham lado a lado em Mainz. Foi residência de importantes personalidades romanas e, posteriormente, do imperador Frederico Barba-Roxa, além de numerosos príncipes e bispos. Hoje, ela se tornou um importante centro econômico.

Gutenberg e televisão

Der Motivwagen Airbus zeigt eine demontierten Aribus A380 und fährt am Montag, 19. Februar 2007 an den Zuschauern des traditionellen Rosenmontagszuges in Mainz vorbei.

Assuntos do momento são caricaturados nos desfiles de carnaval em Mainz e outras cidades renanas

Há mais de 500 anos, Johannes Gutenberg desenvolveu ali a impressão com tipos móveis, uma invenção que revolucionou a comunicação no mundo inteiro. E a cidade pode continuar se gabando de ser uma das capitais da mídia. Nela está situada a gigantesca central de transmissões da ZDF – o canal 2 da TV alemã de direito público.

Do ponto de vista cultural, a capital do Estado tem também muito a oferecer. O Teatro Municipal, os Kammerspiele, a Ópera e o Balé constituem centros culturais de primeira qualidade, juntamente com diversos locais dedicados ao teatro de variedades. Entre estes, a dica especial para os fãs do teatro satírico ( kabarett ) é o Unterhaus. É impossível ter tédio em Mainz.

Museus e universidade

O Museu de Gutenberg é dedicado à tipografia e à imprensa, tendo renome mundial. Ele foi criado no ano de 1900, em comemoração ao quinto centenário de nascimento de Johannes Gutenberg – o filho mais ilustre da cidade que, no ano 2000, foi escolhido por inúmeros órgãos da imprensa mundial como a maior personalidade do milênio.

Entre as preciosidades que podem ser vistas no museu estão a famosa Bíblia de Gutenberg, além de uma reconstrução detalhada da oficina do inventor dos tipos móveis. Ali, pode-se assistir à demonstrações de como era o trabalho de impressão há mais de cinco séculos. A exposição de 2700 m² mostra manuscritos medievais, documentos históricos, gravuras, prensas tipográficas e máquinas de composição de épocas passadas.

Ao lado do Museu de Gutenberg, Mainz possui, entre outros, o Landesmuseum, que reúne preciosas obras de arte de todas as épocas, de achados da época romana até à pintura contemporânea. O tradicional e o moderno complementam-se perfeitamente, como é a regra nesta cidade.

Desde 1477, Mainz é uma cidade universitária. O atraente campus em estilo antigo não abriga apenas auditórios e salas de aula, mas constitui um bairro independente, com casas de estudantes, bares e restaurantes.

Festas populares

Festas populares ocorrem durante todo o ano em Mainz. A favorita dos mais de 30 mil estudantes da cidade é o Festival dos Ouvidos Abertos, apresentando bandas de todo o mundo.

Em homenagem ao seu filho mais ilustre, Johannes Gutenberg, a cidade festeja a Johannisfest, que anualmente enche as praças locais com centenas de milhares de turistas.

Mainz

O monumento a Johannes Gutenberg

A atmosfera é ainda mais descontraída durante o fasching , o carnaval da Renânia, que compete com o carnaval de Colônia. Durante quatro dias e noites, os foliões fantasiados percorrem as ruas de Mainz, impondo um estado de euforia que culmina no desfile da Segunda-feira das Rosas.

Gastronomia e compras

Em Mainz, são incontáveis os bistrôs, restaurantes, bares e botequins. Os gourmets à procura de delícias da região estarão bem servidos na nostálgica feira semanal, na velha Praça da Catedral. Contudo, não se deve esperar uma vida noturna agitada e muito variada, pois não existe mais que um punhado de discotecas.

Uma das alternativas mais populares – também entre os jovens – são os rústicos weinstuben , tavernas tradicionais, nas ruas tortuosas em redor da Kaiserdom. No idílico centro histórico, com as suas incontáveis casas de enxaimel, encontram-se também muitas lojinhas: um convite irresistível a um passeio de compras.

Excursões nos arredores

Os arredores de Mainz oferecem muitas opções para uma excursão mais longa: por exemplo, a região vinícola do Rheingau, com seus famosos mosteiros, os bosques das serras do Taunus, do Hunsrück e a paisagem montanhosa do Palatinado.

Isso sem falar na pitoresca cidade vizinha de Wiesbaden: a capital do Estado de Hessen está a apenas um pulo de Mainz – basta atravessar o Reno.

Leia mais