1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

Maduro diz que Lula será "Mandela da América" se for preso

Ex-presidente foi "protagonista de mudanças no continente", afirma o líder venezuelano. No Equador, Correa afirma que "Lula é um guerreiro e vencerá esta nova canalhice", em referência à ação da Operação Lava Jato.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, criticou nesta quinta-feira (10/03), num discurso em Caracas, o pedido de prisão preventiva para o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e considerou que uma detenção faria dele "o Nelson Mandela da América".

Maduro denunciou que, "por vias judiciais", tente-se dar "golpes de Estado" no Brasil, visando pessoas que foram "protagonistas de mudanças no continente" e que lutaram contra a Área de Livre Comércio das Américas (Alca), promovida pelos Estados Unidos.

O presidente do Equador, Rafael Correa, também externou seu apoio ao brasileiro: "Acabo de falar com Lula para expressar nossa solidariedade. Lula é um guerreiro e vencerá esta nova canalhice. A América Latina te abraça!", escreveu Correa no Twitter.

Na terça-feira, o presidente equatoriano já havia mencionado Lula. Na ocasião, disse que, na operação policial em que o ex-presidente foi levado coercitivamente a depor, houve uma violação de direitos humanos contra o ex-chefe de Estado.

"O que fizeram com Lula é um atentado aos direitos humanos. Acham que Lula vai fugir se o intimarem a depor. Jamais. Mas foram inspecionar sua casa, o levaram detido à força para depor", criticou Correa.

Para o presidente equatoriano, todo esse procedimento contra Lula foi "para humilhá-lo, para desprestigiá-lo" e faz parte da "perseguição do establishment das estruturas da velha América Latina".

AS/lusa/efe

Leia mais