Mídia europeia destaca protesto da polícia do Rio de Janeiro | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 29.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Mídia europeia destaca protesto da polícia do Rio de Janeiro

Imprensa cita faixa com dizer "bem-vindo ao inferno" mostrada por policiais civis no Galeão. A pouco mais de um mês dos Jogos Olímpicos, jornais ressaltam crise financeira vivida pelo estado.

Queda de ciclovia, vírus zika, resgate de traficante com tiroteio em hospital público, colapso financeiro. A poucas semanas dos Jogos Olímpicos, o Rio de Janeiro vem sendo tema constante de más notícias na mídia europeia. Agora, a greve dos policiais civis ganhou destaque nos meios de comunicação do continente.

"Policiais da metrópole brasileira protestam porque seus salários não são pagos em dia e falta até papel higiênico nas delegacias", relata a agência de notícias francesa AFP, fazendo referência ao movimento dos policiais civis do estado do Rio de Janeiro. Um policial de elite diz, em entrevista para a reportagem, que ele e seus colegas ganham doações de papel higiênico da população para abastecer seus locais de trabalho.

"'Bem-vindo ao inferno': polícia do Rio protesta contra desastre financeiro antes dos Jogos Olímpicos" é o título publicado pelo jornal britânico The Guardian, em texto baseado em reportagem da agência americana AP. A matéria cita a frase em inglês estampada na faixa levada por agentes da Polícia Civil em protesto realizado na segunda-feira (27/06) no saguão de desembarque do aeroporto Galeão.

Helicópteros no chão

"Helicópteros da polícia estão no chão, carros de patrulha estão estacionados, e as forças de segurança do Rio de Janeiro estão sob tanta pressão por verbas que alguns têm que pedir doações de canetas, material de limpeza e até mesmo papel higiênico, alimentando preocupações sobre a segurança no principal evento esportivo do mundo", ressalta o jornal.

O tabloide Daily Mail também reproduz a faixa dos policiais exibida no terminal carioca, com o título: "'Bem-vindo ao inferno': polícia e bombeiros alertam visitantes em aeroporto do Rio de Janeiro que eles não estão seguros". A correspondente do jornal britânico no Rio de Janeiro relata que "protestos estão sendo realizados por toda a cidade por policiais e bombeiros descontentes que acusam o governo de dar prioridade aos Jogos Olímpicos em detrimento da segurança de moradores e turistas".

"Polícia brasileira saúda turistas com faixa 'bem-vindo ao inferno' no aeroporto do Rio", destaca o jornal The Independent. A reportagem lembra também que uma pichação, do lado de fora do Galeão avisa, em inglês: "bem-vindos, não temos hospitais".

O periódico britânico recorda o resgate do traficante Fat Family do hospital Souza Aguiar, ocorrido neste mês. O jornal também menciona a situação financeira do estado do Rio de Janeiro e cita o governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles, que disse ao jornal O Globo que os Jogos podem ser um "grande fracasso" devido à crise por que o estado passa.

"Policiais chocam visitantes"

O site do canal de TV alemão n-tv também cita Dornelles, em reportagem intitulada "Rio teme fracasso olímpico". O texto sublinha o alerta do governador em relação às possíveis dificuldades com segurança e com o transporte público durante os Jogos, caso o governo federal não repasse os 2,9 bilhões de reais prometidos ao Rio.

"Policiais do Rio chocam visitantes", diz a manchete da matéria sobre o assunto publicada pelo site do canal de TV alemão especializado em esportes Sport1. "Cinco semanas antes dos Jogos Olímpicos, a situação está dramática no Rio de Janeiro", frisa o texto, acrescentando que a segurança de atletas e turistas pode ficar em risco durante o evento esportivo, segundo depoimentos de agentes da polícia civil.

Em artigo baseado na AFP, o jornal austríaco Donaukurier cita o protesto dos policiais civis no Rio, que lutam contra "condições de trabalho cada vez piores diante de criminalidade crescente". A matéria lembra que o Brasil passa "pela pior recessão dos últimos 25 anos" e que o PIB brasileiro caiu 3,8% no ano passado.

Leia mais