1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

América Latina

México prende lavador de dinheiro de "El Chapo"

Juan Manuel Álvarez é suspeito de lavar até cerca de US$ 400 milhões por ano, na última década, por meio de empresas de câmbio para o traficante mexicano Joaquín Guzmán. Ele deverá ser extraditado para os EUA em breve.

As autoridades do México afirmaram neste domingo (27/03) que prenderam um homem identificado como um dos maiores responsáveis por lavagem de dinheiro para o traficante de drogas mexicano Joaquín Guzmán, o "El Chapo".

Juan Manuel Álvarez, que foi preso no estado de Oaxaca, no sul do país, tem laços com uma rede internacional de lavagem de dinheiro que se estende por México, Colômbia, Panamá e EUA, afirmou a polícia local por meio de sua conta oficial no Twitter.

Apelidado de "rei Midas", em referência ao rei da mitologia grega que transformava em ouro tudo o que tocava, Álvarez é suspeito de lavar entre 300 milhões e 400 milhões de dólares por ano durante a última década enquanto trabalhava para "El Chapo" por meio de empresas de câmbio.

Depois da prisão, Álvarez foi levado à Cidade do México e entregue à Procuradoria Geral da República. Os EUA acusam Álvarez de lavagem de dinheiro e pediram que ele seja extraditado ao país.

O mesmo deverá ocorrer com "El Chapo", ex-líder do cartel de Sinaloa e que atualmente está preso numa prisão de segurança máxima. Ele fugiu duas vezes de prisões no México, foi recapturado pelo país em janeiro e atualmente tenta acelerar seu processo de extradição para os EUA, na esperança de obter melhores condições de detenção.

FC/rtr/dpa/efe

Leia mais