1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

México perde para Portugal, mas fica com a segunda vaga

Mexicanos fazem boa partida, perdem até pênalti, mas com um homem a menos não conseguem superar a equipe treinada pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari.

default

Maniche (d) comemora o seu gol, o primeiro do jogo

A seleção portuguesa venceu a equipe do México por 2 a 1 nesta quarta-feira (21/06) e garantiu o primeiro lugar do grupo D. Os mexicanos, mesmo perdendo, foram beneficiados pelo empate entre Irã e Angola e ficaram com a segunda vaga da chave para as oitavas-de-final.

Com o resultado, o técnico Luiz Felipe Scolari acumula 10 vitórias consecutivas em Mundiais: sete delas em 2002, no comando da seleção brasileira, e três nesta Copa, como treinador de Portugal.

Antecipadamente classificados para as oitavas-de-final, os portugueses jogaram sem alguns de seus titulares, como Cristiano Ronaldo, Deco, Pauleta, Nuno Valente e Costinha.

Portugal foi melhor no primeiro tempo, quando teve o domínio de jogo. Mas os mexicanos melhoraram seu desempenho na partida na etapa complementar e buscaram de todas as formas chegar ao gol, perdendo até mesmo um pênalti.

Os mexicanos começaram atacando, mas foram surpreendidos com um gol de Portugal logo aos 5 minutos de jogo. Simão avançou pela esquerda e, entre três zagueiros, cruzou conscientemente para Maniche, na altura da marca do pênalti, chutar para o fundo das redes.

O gol freou o ímpeto dos mexicanos, que passaram a ir com mais cautela para o ataque. Portugal passou a jogar na defesa, marcando bem e tentando os contra-ataques. Foi o que aconteceu aos 22 minutos, com Maniche roubando a bola e partindo em velocidade até sofrer falta na entrada da área mexicana. A falta foi cobrada e a zaga mexicana afastou para escanteio.

A cobrança do escanteio, por Figo, resultou no pênalti e no segundo gol português. Márquez meteu a mão na bola dentro da área e Simão cobrou a penalidade, deixando Portugal com boa vantagem no placar.

Mas o México reagiu aos 29 minutos. Em escanteio cobrado da esquerda, Fonseca completou para as redes. Na jogada que deu origem ao escanteio, Ricardo defendeu um cabeceio à queima-roupa de Bravo, após cruzamento da direita.

Após o gol, os mexicanos passaram a tentar de todas as maneiras o empate, mas sem sucesso. O goleiro Ricardo fez boas defesas. Aos 12 minutos do segundo tempo, Miguel fez falta em Pérez dentro da área e ainda tocou com a mão na bola. O juiz marcou pênalti. Bravo cobrou muito mal, chutando longe do gol português.

Aos 16 minutos, Pérez foi expulso ao tentar cavar um pênalti. Com um homem a menos, o México ainda tentou, mas não conseguiu chegar ao menos ao empate contra os portugueses.

PORTUGAL 2 X 1 MÉXICO

Portugal
Ricardo – Miguel (Paulo Ferreira), Ricardo Carvalho, Meira e Caneira – Tiago, Petit e Maniche – Figo (Boa Morte), Simão e Helder Postiga (Nuno Gomes)
Técnico : Luiz Felipe Scolari

México
Sanchez – Osorio, Marquez e Salcido – Mendez (Franco), Perez, Pardo, Pineda (Castro) e Rodriguez (Zinha) – Bravo e Fonseca
Técnico : Ricardo la Volpe

Local : Estádio da Copa em Gelsenkirchen
Árbitro : Lubos Michel (Eslováquia)
Auxiliares : Roman Slysko e Martin Balko (ambos eslovacos)
Cartões amarelos : Rodríguez e Zinha (México) e Miguel, Maniche, Boa Morte e Nuno Gomes (Portugal)
Expulsão : Pérez (México)
Gols : Maniche, aos 5 minutos do primeiro tempo, Simão, aos 23 minutos do segundo tempo, e Fonseca, aos 29 minutos do primeiro tempo

Leia mais