1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

México joga para atrapalhar o Brasil

Depois de vencer o pentacampeão mundial, time da América Central enfrenta gregos de olho na primeira posição do grupo B da Copa das Confederações.

default

Mexicanos estão rindo à toa

Eterno rival do Brasil, o México pode complicar mais uma vez a vida da seleção canarinho nesta quarta-feira (22/6), a partir das 20h45 (Brasília), em Frankfurt, na partida contra a Grécia.

Depois de vencer os brasileiros por 1 a 0 na última rodada, o atual campeão da Copa Ouro garante o primeiro lugar do grupo B com um simples empate. Isso faria o Brasil enfrentar na semifinal, caso passe pelo Japão, o vencedor da chave A.

A vitória sobre os pentacampeões mundiais virou festa entre o povo mexicano que vive na Alemanha, o que ecoou no país e também entre os ex-ídolos da equipe tricolor.

"Como mexicano eu estou muito feliz e por isso gostaria de dar parabéns aos jogadores mexicanos e aos diretores", disse o ex-jogador Hugo Sanchez, um dos ícones do futebol do país.

Fußball-WM '86: Deutschland - Mexiko Hugo Sanchez

Sanchez (e) em ação na Copa de 1986

Questionado a respeito da contribuição do treinador argentino Ricardo Lavolpe, seu antigo rival, Sanchez se limitou a dizer que "estou feliz porque o México venceu, todos deveriam estar. E agora espero conquistar o título".

Sempre polêmico, criticando jogadores internacionais e árbitros, Sanchez tem como alvo da vez o técnico Lavolpe, a quem se refere como "o outro". O ex-jogador inclusive já sugeriu que a Federação mexicana demita o argentino do cargo.

História

Lavolpe, que foi goleiro reserva da Argentina na Copa do Mundo de 1978, chegou ao México após o Mundial de 2002. Após um começo difícil, ele levou a seleção a uma seqüência de 19 jogos sem derrota.

Se permanecer mais uma partida sem perder, o que pode acontecer contra a Grécia, o México atinge o seu recorde de invencibilidade.

GRÉCIA x MÉXICO

Data: 22/6/2005 (Quarta-feira)

Local: Waldstadion, em Frankfurt

Horário: 20h45 (Brasília)

Grécia

Nikopolidis; Kirjakos, Basinas, Tavlaridis e Fyssas; Giannakopoulos, Katsouranis, Karagounis e Lakis; Vryzas e Papadopoulos

Técnico: Otto Rehhagel

México

Sanchez; Salcido, Osório e Galindo; Carmona, Pardo, Zinha, Moralese Pineda; Borgetti e Fonseca Técnico: Ricardo Lavolpe

Leia mais