1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Luto pelos soldados alemães

A pouco mais de um mês de assumir o comando das tropas internacionais de paz no Afeganistão, Forças Armadas alemãs sofrem seu pior acidente numa missão no exterior.

default

Acidente com helicóptero Sikorsky CH-53 matou os sete tripulantes

Peritos da Bundeswehr e das tropas internacionais de paz ISAF investigam o acidente nos arredores de Cabul que matou sete soldados alemães no sábado. Os enviados das Forças Armadas alemãs inspecionam os destroços do helicóptero de transporte do tipo Sikorsky CH-53, enquanto os especialistas da ISAF analisam os dados da torre de controle do aeroporto da capital afegã.

O helicóptero fazia um vôo de reconhecimento de rotina, na tarde de sábado, quando incendiou-se e caiu sobre uma casa. A tripulação era formada por dois pilotos, dois técnicos, dois atiradores e um soldado. Eles não são as primeiras vítimas alemãs no Afeganistão. Em março, dois homens da Bundeswehr e quatro dinamarqueses morreram ao tentar desarmar um míssil.

Em Berlim – O ministro da Defesa, Peter Struck, frisou que "não há qualquer indício" de o helicóptero ter sido derrubado por um tiro. Mesmo assim, a queda da aeronave deve ser considerada motivo para aumentar a vigilância do contingente alemão no Afeganistão. Nos últimos meses, segundo o Ministério, as medidas de segurança para os 1280 soldados da Bundeswehr já vêm sendo reforçadas diante dos perigos no país asiático pós-talibã.

O chanceler federal Gerhard Schröder lamentou a morte dos soldados e lembrou que toda a tropa alemã está diante de uma missão cheia de riscos, a fim de viabilizar uma vida melhor para a população afegã, livre da guerra e da opressão.

Na sexta-feira, o parlamento Bundestag aprovara a prorrogação da permanência da Bundeswehr no Afeganistão por mais um ano, assim como a quase duplicação de seu contingente para 2500 homens, para que a Alemanha juntamente com a Holanda assuma o comando das tropas da ISAF a partir de fevereiro. Ao todo, o contingente internacional chega 4800 soldados, de 22 países, responsáveis por garantir a segurança em Cabul.

Leia mais