1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Luta contra a xenofobia no esporte juvenil

A rede Youth-Sport, que desenvolve um trabalho voltado aos jovens esportistas europeus, vai criar um programa de combate à xenofobia com apoio da União Européia.

default

Basketballspieler kämpfen um den Ball (Ausschnitt)

Instituída no ano de 2000 por iniciativa da Deutsche Sportjugend (DSJ), a rede Youth-Sport decidiu atender ao apelo da Comissão Européia e apresentar uma proposta para a luta contra a discriminação e o racismo no esporte juvenil.

Os parceiros da Áustria, República Tcheca, Finlândia, Alemanha, Inglaterra, Letônia e Noruega desenvolveram um projeto conjunto, resultado de uma série de propostas, visando combater a xenofobia no esporte. A idéia não atende apenas ao próprio objetivo da Youth-Sport, mas se faz necessária também por ser a discriminação no esporte um problema real que não deve ser ignorado.

O esporte é considerado cada vez mais um instrumento para a educação, sociabilização e comunicação. O esporte não é apenas uma simples atividade de lazer para as pessoas. Para os jovens em particular, o esporte representa um local para treinos, para a instrução e aprendizado de regras, atitudes e conduta honesta, além de desenvolver o espírito esportivo.

Orientações - Frases de cunho racista atentam claramente contra as regras, sejam elas na vida particular ou no esporte. Apesar disso, palavras xenófobas estão bastante difundidas no linguajar jovem. Por esta razão, é necessário que os treinadores, voluntários, líderes, enfim, pessoas que trabalham diretamente com o esporte juvenil tenham uma reação adequada e eficiente quando confrontados com situações discriminatórias.

Para ajudar a superar o problema, os países parceiros da rede Youth-Sport desenvolveram o projeto denominado ARCTOS (Anti-RaCism-ToolS), que visa dar orientações àquelas pessoas que estão em contato direto com jovens esportistas na União Européia. A meta é qualificação pessoal para saber agir contra a discriminação e frases racistas de forma eficiente e construtiva.

Etapas - O primeiro passo será desenvolver um site na internet com um programa de treinamento virtual em diversos idiomas, acompanhado de informações gerais sobre o tema, links de interesse, lista com livros e relatórios científicos e ainda dicas de jogos.

O projeto deve durar dois anos e será supervisionado por um comitê especial, com base nas idéias propostas pelos países participantes. A fase seguinte prevê o teste e a divulgação do site em eventos jovens. A União Européia vai destinar verbas no valor de 60% do custo total do projeto.

Links externos