Lufthansa quer se tornar mais competitiva diante de empresas aéreas de baixo custo | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 17.11.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Lufthansa quer se tornar mais competitiva diante de empresas aéreas de baixo custo

Companhia aérea alemã pretende reduzir seus custos em 40%. Uma das medidas previstas é a instalação de mais poltronas nos aviões em voos europeus.

default

Companhia alemã quer economizar

Para enfrentar a concorrência das companhias aéreas de baixo custo, a alemã Lufthansa pretende reduzir os prejuízos nos voos de curta distância dentro da Europa. Para isso, o vice-presidente da empresa, Christoph Franz, anunciou medidas radicais para cortar 40% dos custos.

A exemplo das empresas de baixo custo, a partir de 2010 os aviões das linhas europeias da Lufthansa terão mais poltronas em suas cabines. Para evitar o desconforto devido ao aperto, as poltronas serão remodeladas e seus encostos ficarão mais estreitos.

Além disso, até seis categorias de serviço, do lanche ao jantar, serão reavaliadas. Tais serviços tornam o planejamento muito complicado, são muito caros e por isso serão reconsiderados, explicou Franz. Ao contrário das companhias de voos baratos, a Lufthansa pretende continuar oferecendo refeições e bebidas gratuitas.

RW/dpa/afp

Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais