1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Lufthansa cancela quase todos os voos nesta segunda devido a greve

Dos 1.720 voos da companhia planejados para esta segunda-feira, somente 32 deverão ser realizados. No Aeroporto de Frankfurt, dos 50 trechos intercontinentais planejados, somente seis deverão partir.

Passageiros da Lufthansa enfrentarão o cancelamento de centenas de voos da companhia nesta segunda-feira (22/04). Devido à greve de advertência anunciada pelo sindicato Verdi, a principal companhia aérea alemã cancelará quase todos os seus voos.

Dos 1.720 voos planejados para esta segunda-feira, a companhia informou neste sábado em Frankfurt que, provavelmente, somente 32 irão ser realizados. Sobretudo os trechos internos na Alemanha e Europa serão prejudicados. Segundo o plano emergencial da empresa, dos 1.650 trajetos de curta distância, somente 20 serão oferecidos, principalmente em Berlim, onde a greve de advertência deverá se encerrar às 14h30 (hora local).

Dos 70 voos de longa distância, somente 12 deverão partir. Segundo a agência de notícias DPA, no Aeroporto de Frankfurt, a companhia deverá realizar somente seis voos intercontinentais – 50 estavam previstos. Em Munique, somente três das 17 partidas intercontinentais serão mantidas. Em Düsseldorf, no entanto, os três trechos de longa distância previstos irão acontecer.

A greve já atinge brasileiros. Três voos deste domingo, partindo de São Paulo e Rio de Janeiro com destino a Frankfurt e Munique, foram cancelados. Na segunda também estão cancelados três voos saindo da Alemanha com destino ao Brasil.

Symbolbild Lufthansa Streik

Somente seis voos intercontinentais deverão partir do Aeroporto de Frankfurt na segunda

Prejuízo milionário

A Lufthansa aconselhou os passageiros a acessar o website da companhia para informações sobre o status de seu voo. Na Alemanha, devido à greve, a companhia ferroviária alemã Deutsche Bahn pretende disponibilizar trens e pessoal adicional para esta segunda-feira. "Nós colocaremos todos os nossos trens sobre os trilhos", disse uma porta-voz da Deutsche Bahn neste domingo.

Esta é a segunda onda de paralisações no conflito tarifário em torno de salários e condições trabalhistas dos cerca de 33 mil empregados da Lufthansa, entre pessoal de terra e de cabine. Em 21 de março último, 700 voos foram cancelados em conseqüência de uma greve de advertência em menor escala.

As negociações tarifárias acontecem desde fins de fevereiro. O sindicato Verdi exige da Lufthansa um aumento salarial de 5,2% num período de 12 meses. Segundo o sindicato, a Lufthansa apresentou uma proposta que prevê aumento salarial entre 0,4% e 0,6% nos primeiros 12 meses.

A Lufthansa está passando por um programa de austeridade econômica e redução de pessoal. A empresa pretende cortar 3.500 postos de trabalhos no setor administrativo em todo o mundo. A companhia informou que a greve desta segunda-feira deverá provocar um prejuízo acima de 10 milhões de euros.

CA/dpa/afp

Leia mais