1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Lixo dá lucro

O lixo que não é reaproveitado, além de ser um desperdício, é prejudicial para o meio ambiente. A feira Entsorga, que acontece em Colônia, busca alternativas e apresenta novas tecnologias para a eliminação total do lixo.

default

Futura matéria prima?

O que fazer com o lixo? Esta pergunta é o tema central da feira Entsorga, que acontece a cada três anos em Colônia. A edição 2003, que conta com mais de mil participantes de 25 países, trata justamente deste problema global.

Para o consumidor, basta encher a lata do lixo e esperar que o lixeiro leve seu conteúdo embora. O processo de eliminação, entretanto, está apenas começando. Seu reaproveitamento e também a implantação de medidas para diminuir o volume de lixo – tanto doméstico quando industrial – é um processo complexo que exige um constante desenvolvimento tecnológico.

A feira apresenta as novidades do setor nas áreas de eliminação e reciclagem do lixo e também de produção de energia. O aperfeiçoamento dos métodos propicia uma melhora contínua do sistema de seleção do lixo, fazendo com que seu volume final seja mínino. Isto acontece, por exemplo, com uma máquina seletora, que consegue distingüir plástico de alumínio, facilitando o reaproveitamento do material em larga escala.

Müllgeier

Lixão

“Nosso objetivo é tentar vislumbrar um futuro sem lixo a partir de 2010. As tecnologias desenvolvidas hoje estão direcionadas para isso e eu tenho a certeza de que nos próximos anos estarão ainda mais incrementadas. Com isso nós mudaremos de vez o processo e o lixo vai se transformar totalmente em matéria prima”, revelou Bernard Kemper, presidente da Federação das Empresas Alemãs de Eliminação de Lixo.

Visão global

O caminho para que este objetivo seja alcançado é longo, árduo e exige uma visão global dos aspectos que concernem ao reaproveitamento do lixo. Uma das questões que serão abordadas nesta feira diz respeito à cobrança de depósito na venda de latas e garrafas descartáveis na Alemanha.

Müll

Lixo com garrafas plásticas

A devolução do dinheiro está atrelada ao local onde a compra foi efetuada e isto tem gerado uma grande confusão e até descaso por parte dos consumidores. Boa parte prefere jogar a embalagem fora, na contramão da proposta inicial do ministro do Meio Ambiente, Jürgen Trittin, que almejava com a medida diminuir ainda mais a produção de lixo. A Alemanha ainda não chegou a um consenso sobre a adoção de um sistema unificado de devolução de latas e garrafas descartáveis.

Tradição e tecnologia de ponta

No ano passado, as empresas alemãs de eliminação do lixo tiveram um lucro de 39 bilhões de euros. Com relação às técnicas de proteção ambiental, o país continua na liderança internacional, comprovada pelo crescente volume de exportações.

Quase 60% dos lucros do setor de tecnologia ambiental advêm da exportação de produtos e serviços especialmente para o Leste Europeu, mas também para a América do Sul, Sudeste Asiático e Austrália. Curiosamente, o produto mais procurado continua sendo o velho latão de lixo, oferecido em diferentes tamanhos e de cores definidas para uma seleção prévia dos resíduos.

Leia mais

Links externos