1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha+Brasil

Livro reúne experiências do projeto KulturTour pelo Brasil

Centro cultural itinerante passou um ano viajando pelo país e promovendo o encontro de artistas alemães e brasileiros. Livro recém-lançado serve como diário da viagem.

Entre maio de 2013 e março de 2014, um centro cultural sobre rodas percorreu os quatro cantos do Brasil. Funcionando dentro de um caminhão especialmente equipado com um palco retrátil, a KulturTour passou por 17 cidades de quatro regiões do país, levando ao público brasileiro uma amostra da cena artística contemporânea alemã.

A última parada desse centro cultural itinerante foi em São Paulo, para promover o lançamento do livro KulturTour – Brasil Alemanha 2013-2014. Em textos e imagens, a obra retrata a vivência cultural experimentada por artistas brasileiros e alemães. "A ideia de reunir tudo num livro existe desde o início. Um projeto desse tamanho tinha que ter suas imagens e histórias documentadas", diz o produtor e curador do KulturTour, Holger Beier.

O projeto é uma parceria entre o Ministério de Cultura e o Instituto Goethe e fez parte da programação do Ano Brasil + Alemanha 2013-2014. Além dos alemães, artistas brasileiros também participaram, criando espaço para o diálogo e o intercâmbio entre os dois países.

Festival itinerante

Buch Buchcover KulturTour Alemanha Brasil 2013-2014

Livro documenta o projeto

Essa turnê cultural funcionou como um festival itinerante. O ônibus ficava um fim de semana em cada uma das cidades escolhidas, promovendo atividades como cinema ao ar livre, oficinas de teatro, instalações artísticas em espaços públicos e apresentação de DJs, entre muitas outras.

"Escolher só 17 cidades no Brasil não foi fácil. Além dos grandes centros, optamos por locais que normalmente não recebem tantos projetos culturais, como Três de Maio, Vinhedo e Teresina. Montamos um time com brasileiros e alemães", explica o produtor.

A KulturTour buscou utilizar os espaços públicos para colocar os artistas alemães em contato com artistas locais. "Em cada cidade, abrimos o palco para bandas locais ou apresentações de dança de rua. A ideia central era justamente criar encontros entre as cenas locais e os artistas convidados", diz Beier.

No total, foram 17 apresentações teatrais, 10 apresentações de bandas locais, 136 exibições de longas e 442 de curtas-metragens, além de workshops e oficinas. Mais de 57 mil pessoas participaram dos eventos.

Diário de uma aventura

KulturTour Deutsche Kultur in Brasilien

Artistas alemães e brasileiros trabalharam juntos

O livro funciona como um diário da viagem por mais de 15 mil quilômetros pelo Brasil. Dividido por região, oferece ao leitor uma jornada de intercâmbio cultural e dá voz aos participantes do projeto. Em cada uma das cidades, os artistas falam de seu processo de criação, da interação com as pessoas locais e do resultados de suas ações.

Em Fortaleza, por exemplo, o artista alemão Julio Rölle relata sua empolgação ao pintar uma pequena favela e interagir com as crianças e adolescentes do local, que ele apresenta como "extremamente amáveis". A empolgação com o projeto o levou a trabalhar sob o sol, sem proteção, o que o deixou parecido com um "pimentão", diz.

"A ideia foi sempre deixar algo em cada lugar, como uma parede pintada pelos artistas para os moradores de um bairro pobre. Aprendemos muitos nesses encontros, fizemos novos amigos e levamos muitas novas experiências para casa. O KulturTour certamente foi um dos projetos mais lindos que eu já fiz. Foi uma verdadeira aventura", diz Beier.