Literatura contemporânea alemã ganha cada vez mais espaço internacional | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 25.02.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Literatura contemporânea alemã ganha cada vez mais espaço internacional

Instituto Goethe é responsável por mais de 5 mil adaptações de obras alemãs para outros idiomas. Autores da atualidade ganham cada vez mais atenção internacional.

default

Autores alemães da atualidade despertam interesse

Dentro e fora da Alemanha, uma instituição se ocupa exclusivamente da preservação do idioma alemão: o Instituto Goethe. O trabalho da organização possibilita que cada vez mais falantes de outras línguas tenham contanto com a cultura alemã. Graças a essa dedicação, mais de 5 mil títulos de diversos gêneros já foram adaptados em diferentes idiomas.

Sabine Erlenwein, responsável pelas traduções do Instituto Goethe, concorda que é difícil competir com autores como Martin Walser, Hans Magnus Enzensberger, Günter Grass e Peter Handke. "Mas há também uma grande curiosidade pela literatura contemporânea", pondera.

Nem todos conseguem o mesmo feito que Daniel Kehlmannn, já traduzido em 41 idiomas diferentes. O caso do escritor de A medida do mundo ( Die Vermessung der Welt) é singular, mas indica, segundo Sabine, uma mudança que tem sido observada nos últimos anos.

Sucesso internacional

A literatura alemã está novamente em voga, com certeza também graças à criação, em 2005, do Deutscher Buchpreis, prêmio do livro alemão. Uma nova geração de escritores emergiu desde então. Um exemplo é o jovem literato como Saša Stanišić, de 31 anos: ele estreou com um livro autobiográfico sobre um refugiado da guerra na Bósnia, Como o soldado conserta o gramofone ( Wie der Soldat das Grammophon repariert), cujos direitos foram vendidos para 20 países.

Outro fator para essa popularidade, segundo Erlenwein, é uma mudança das formas narrativas em relação aos anos 80, afastando-se do experimentalismo. Ela cita o sucesso de escritores como Uwe Tellkamp ( A torre – Der Turm), Marcel Beyer, ou Julia Franck e Uwe Timm, ambos traduzidos para diversas línguas – assim como de todos os romances em torno da queda do Muro de Berlim. "Então se pode dizer que a literatura alemã contemporânea ganhou mais atenção internacional e que isso se reflete no incentivo às traduções", avalia.

Infografik Zahl der Deutschlerner weltweit Brasilianisch Número de alunos de alemão no mundo

Gráfico mostra número de pessoas que estudam alemão no mundo

O sucesso da literatura alemã é um fenômeno no centro, leste de norte da Europa. No mundo anglófono, as dificuldades são maiores. Apesar de o Instituto Goethe informar os países de língua inglesa e espanhola sobre a atividade literária no espaço germanófono – através da revista News Book in German e do portal Litrix –o interesse nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha foi sempre relativamente reduzido.

O Instituto Goethe cofinancia entre 250 e 300 traduções por ano. Para tal, o Ministério das Relações Exteriores disponibiliza anualmente de 550 mil a 600 mil euros. "Uma soma considerável, mas poderiam tranquilamente ser 200 mil euros a mais, sobretudo considerando a quantidade de pedidos que recebemos", comenta Sabine Erlenwein.

Autor: Knut Cordsen (np)
Revisão: Augusto Valente

Leia mais