1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Lista de políticos da Lava Jato chega ao STF

Nomes não são revelados por causa do segredo de Justiça. Presidentes da Câmara e do Senado estariam na lista entregue pela Procuradoria Geral da República, composta por 54 pessoas.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou nesta terça-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) os pedidos de investigação de autoridades suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras, investigado pela Operação Lava Jato.

Segundo um porta-voz da Procuradoria Geral da República, há 54 pessoas citadas nos 28 pedidos de abertura de inquérito ou nos sete pedidos de arquivamento de caso enviados ao STF. Os nomes delas não podem ser revelados porque os procedimentos estão em segredo de Justiça. A maioria devem ser políticos.

No próximo passo, o relator do caso, ministro Teori Zavascki, vai analisar os pedidos e decidir se abre ou não inquérito. Somente aí os nomes dos envolvidos serão revelados, bem como do que eles estão sendo acusados. A expectativa é de que isso comece a acontecer ainda esta semana.

Segundo o jornal O Globo, os nomes do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, fazem parte da lista de Janot. Ambos já teriam sido avisados.

Cunha negou que isso tenha acontecido. "Não fui avisado por ninguém, ninguém me avisou de nada. Quem publicou isso publicou uma mentira. Se eventualmente está ou não está [na lista] é um outro problema, agora avisado eu não fui por ninguém", afirmou, segundo a Agência Câmara. Calheiros não comentou a informação.

AS/rtr/ap/ac

Leia mais