Libertado alemão seqüestrado no Afeganistão | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.08.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Libertado alemão seqüestrado no Afeganistão

Alemão seqüestrado há duas semanas no Afeganistão foi libertado por um comando do serviço secreto na província de Parwan.

default

Refém foi libertado na província de Parwan

Um alemão seqüestrado há duas semanas no Afeganistão por um bando de criminosos está livre. Agentes secretos o libertaram na madrugada desta quinta-feira (07/08) de uma casa na província de Parwan, declarou o vice-chefe do serviço secreto afegão, Abdullah Laghmani. Três seqüestradores foram presos.

O Ministério alemão das Relações Exteriores confirmou que o seqüestrado, que possui a nacionalidade alemã e a afegã, está livre e sob a guarda das autoridades afegãs. "Representantes da embaixada já entraram em contato com ele", declarou o porta-voz do ministério, Jens Plötner. O ministério alemão agradeceu ao governo e às autoridades de segurança do Afeganistão seu "trabalho cuidadoso e bem-sucedido".

A casa da qual o refém foi libertado encontra-se 60 quilômetros a noroeste de Cabul, na província de Parwan. O homem, de 33 anos, vem de Hamburgo e mudou-se alguns meses atrás para Cabul, onde é dono de um local de festas em que se celebram casamentos.

O ex-refém declarou numa conferência de imprensa que os seqüestradores exigiram de sua família o pagamento de um resgate de 3 milhões de dólares. Eles ameaçaram cortar-lhe uma mão e uma orelha, caso não recebessem o dinheiro, acrescentou. (lk)

Leia mais