1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

LIBERDADE PARA EX-TERRORISTAS

Os temas comentados esta semana por nossos leitores foram os mais variados: política, filosofia, meio ambiente, sociedade, tecnologia e realidade versus mundo virtual. Clique aqui, vale a pena ler!

default

A ex-terrorista foi condenada cinco vezes à prisão perpétua mais 15 anos na cadeia e já está em liberdade condicional? Só nos resta esperar que ela tenha mudado a cabecinha nestes anos de prisão.
Lúcia Martins

Nunca poderemos prever o que vai na cabeça de um terrorista e o que eles poderão fazer quando ganharem a liberdade. Considero que é um risco e falta de respeito com o povo ordeiro e trabalhador da Alemanha. A meu ver, é também um problema potencial para as autoridades.
Antonio Carlos Pereira Claudino

Me surpreende que a Alemanha liberte uma ex-terrorista. No momento atual em que se procura combater o terrorismo com todas as armas de que dispomos, não acho isso um bom exemplo.
Ronaldo Neves


REALIDADE VERSUS MUNDO VIRTUAL?
As pessoas deveriam investir mais sua energia no mundo real? A questão merece tempo para ser respondida. Posicionar-se contrariamente à inclusão em novas formas de vivenciar a vida, sem o devido estudo sobre os efeitos a médio e longo prazo nada mais é do que um "temor tecnológico". Vivenciamos a era do esforço braçal que vem desde o período agrícola até agora. Cada vez mais o mundo da mente, das idéias e da informação ganha força e isto é inevitável. É o futuro, quer os puristas queiram ou não. Como ferramenta de comunicação o mundo virtual é irrefreável e indiscutivelmente poderoso. Enquanto não há base para discutirmos seriamente quais os benefícios (ou malefícios) do contato apenas virtual frente ao contato real deve-se procurar o equilíbrio. Já conhecemos o mundo real (pelo menos o que acreditamos ser real, que nos é trazido pelos meios de comunicação e sensações que vivenciamos em nosso dia-a-dia). Mas, parafraseando Matrix, o que é real? Se é o mundo de estímulos interpretados pelo seu cérebro, o real nada mais é do que a resposta elétrica do cérebro. Partindo desse pressuposto, o mundo virtual é assim malévolo, a ponto de colocarmos a sua potencialidade em segundo plano?
Evandro Barra

SISTEMA DE SAÚDE E CORRUPÇÃO
Tudo é uma questão de ângulos... Pode-se acreditar ou não, depende da fonte que a pessoa tem para afirmar. Afinal, hoje em dia todas as pesquisas tornam-se duvidosas quando não se é o próprio pesquisador. Os interesses são diversos no jogo da pesquisa. A indústria farmacêutica pode sim, ser responsável, em parte, pela corrupção do sistema de saúde, mas vale ressaltar que o maior responsável é quem faz a vigilância sobre a mesma, que por algum motivo – interesses particulares ou "coletivos", talvez – não está tão interessado em fazer algo realmente novo pelo país!
Jackeline Coelho

ALMA DOS ANIMAIS

Acredito que os animais tenham alma, não da forma como a do homem que é consciente de si mesmo e tem livre arbítrio. Acredito que a distância que existe da alma dos animais para a nossa seja a mesma que existe entre nós e o Criador, por isso merecem todo o nosso carinho e proteção.
Maria Aparecida Neubaner Luiz


IMIGRAÇÃO

Claro que o problema dos refugiados toca o meu coração. Essa gente sofre do começo ao fim. Normalmente quem é o refugiado? O pobre, o ex-colonizado e, por conseguinte, abandonado, o passível de ataques por outros com interesse em roubar aquilo que o seu país tem de melhor, etc. Quem tem interesse de aceitar um pobre, marginalizado? Ainda mais que são latinos, negros, asiáticos ou muçulmanos, que manchariam a "estética cultural e social" de países ricos, como acontece aqui na Europa.? Mas, nesse caso, ainda tiro o chapéu para a Alemanha. Este país é um pai e uma mãe! O governo só não dá comidinha na boca, por quê, não sei... Só acho que a Igreja deveria abrir um pouquinho a sua mãozinha também, já que normalmente desconta mensalmente dos trabalhadores alemães uma taxinha básica! Quanta gente ainda mais poderia estar sociabilizada, se essa turma toda endinheirada da Europa ou países ricos desse uma forcinha? Coitadas dessas pessoas que vêm tentar uma vida melhor e não conseguem.Que vida indigna que levam e que perda do sentido da palavra "existir".
Renata

BIOCOMBUSTÍVEL

Biocombustível é o boom brasileiro. Tenho receio sobre a expansão do mesmo e que em muitos lugares o solo não irá aceitar esta monocultura. Teremos problemas com o clima e problemas ecológicos. O incentivo pode levar a um desequilíbrio ecológico irreversível. Estamos criando um mundo para as futuras gerações? Será que a ganância dos inescrupulosos no Brasil, que só pensam no seu lucro, querendo dominar o mercado mundial, não irá acabar com o que nós temos de bom? Não podemos ser vorazes e pensar que o momento é agora e que o futuro é dos que têm que assumir as conseqüências.
Beno Edmundo Heumann

É interessante notar que o grande Rudolf Diesel fez o ciclo Diesel baseado em óleo de amendoim, mas que técnicos e políticos anglo-saxões agiram rápido na torre de destilação de petróleo. Quanto ao seqüestro de CO2, ele é tão forte que tem balanço negativo tanto na produção de álcool, quanto na produção de óleos vegetais para combustível. Em termos tecnológicos ainda, temos o etanol celulósico por ataque ácido desde 1982, devidamente patenteado, aliás, de patente já caduca, com inovações comandadas pela Unicamp e empresas associadas de Campinas. O etanol celulósico norte-americano procura usar biocatalisadores em vez de ácidos, como no Brasil, o que torna o resultado ainda mais caro e limitador no acesso. Não há desvantagens no processo de biocombustíveis no Brasil, já que tudo de negativo que foi citado pelo Prof. Manfred Nitsch ocorreria e ocorre sem cana-de-açúcar ou qualquer outra atividade ligada aos biocombustíveis. A bancada ruralista brasileira é cruel na sua tradição, assassina e totalitária na sua cultura, adepta do estado paralelo e do uso da força sem referência legal. O desenvolvimento do agro-negócio nas terras brasileiras só pode impactar positivamente o setor, educando com novos padrões e comportamentos tanto proprietários como empregados da frente de trabalho. Assim como o mundo foi incitado a parar de consumir couro de jacaré, marfim e trabalho escravo infantil através do gerenciamento de corruptos nos países pobres, o grande capital financeiro moderno tem tudo para direcionar essas equações necessárias para equilíbrio das contas mundiais sem a necessidade de induzir subsídios nos USA ou na Europa. Índices envolvendo a distribuição de renda e lucros do setor poderiam ser a base do ajuste, compensando assim a natureza pobre e ineficiente do resto do mundo perante a natureza rica do Brasil. Considero de grande importância e ganho à DW-WORLD e seus qualificados leitores o acesso a inteligência e conhecimento de um dos pais do ProÁlcool, o Prof. Bautista Vidal.
Rene Bastos

ALCOOLISMO

O problema com as drogas está muito mais relacionado a ociosidade do ser humano. Jovens que participam dos mais diversos grupos conseguem vivenciar a cidadania. A motivação transforma a vida do jovem do adulto, etc. Na minha experiência e visão, a violência só gera violência. Na minha cidade temos um dos maiores índices do alcoolismo, em torno de 35%. Ter um potencial que não pode preencher a vida leva o ser a outras atividades como o alcoolismo, tabagismo, etc. Temos que investir na cidadania, tornar o ser mais social, oferecer oportunidades. Humanizar é muito importante, principalmente neste mundo competitivo. O ser é mais importante do que o ter.
Beno Edmundo Heumann

PROPOSTA DE HABERMAS

A democracia é um estado de liberdades que se completam, ao menos deveria ser assim. Ainda estamos vivendo das sombras dos que divergem desta visão, por entenderem que seu status de poder seria ameaçado. E eles têm razão, na verdade quando se disponibiliza mais opções de escolha, mas se oportuniza a descentralização dos poderes de decisão. Entretanto, o enriquecimento material da sociedade não basta, é preciso uma evolução cultural ampla. Esta amplitude ainda não é uma perspectiva real, mas apenas uma visão dúbia. Creio que precisamos evoluir em todos os sentidos e, com uma educação social, política e econômica, poderemos então presenciar um mundo mais digno e respeitável. E esta mudança deve obrigatoriamente começar pelos líderes da sociedade, sem os quais não haverá consenso possível.
Miguel Duarte

EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL

Concordo, quando o jornalista do Observatório Social diz que a responsabilidade social das empresas fica a cargo do departamento de marketing. Não é apenas no que ele se refere na reportagem, mas quando se envia um projeto de cunho social para patrocínio, não existem na equipe pessoas com formação em sociologia, serviço social e áreas afins, para analisar se realmente o projeto vai ter um impacto real na comunidade de inclusão social, etc. No geral, o marketing da empresa está mais preocupado em agradar seu público alvo do que propriamente em alcançar o público alvo do projeto. Muitas empresas têm por preferência alocar recursos para um número grande de projetos pequenos, e assim poder ser mais visualizadas. Na própria ONG onde realizo trabalho voluntário em projetos, vi que uma empresa de grande porte havia colocado no seu site a instituição como foco de sua responsabilidade social. Ao perguntar ao diretor o que esta grande empresa tinha feito de especial, a resposta foi: vieram passar uma tarde com as crianças e nunca mais apareceram. Isto é responsabilidade social? Porque as empresas não contratam e formam um departamento capacitado para avaliar os projetos socioculturais que recebem diariamente? Isto não é responsabilidade do departamento de marketing.
Rosalina Casini


TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃOA tecnologia da informação deverá dominar a economia mundial, principalmente as produções primárias, pois os setores primários dependem, para produzir mais, de qualificação técnica de ponta, para obter resultados mais satisfatórios nos seus respectivos setores.
A.Carlos Becker







Leia mais