1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Liberais e judeus conversam mas mantêm diferenças

O Partido Liberal (FDP) e o Conselho Central dos Judeus na Alemanha não conseguiram superar a sua contenda, que já dura semanas, num encontro de seus dirigentes, em Berlim, nesta terça-feira (11).

default

Líder judeu Paul Spiegel insiste na renúncia do vice-presidente dos liberais, Jürgen Möllemann

O presidente do Conselho, Paul Spiegel, disse depois que a sua organização questiona a credibilidade do deputado Jürgen Möllemann como vice-presidente do FDP e voltou a exigir a sua renúncia. Embora não tenha chegado a um consenso, Spiegel e o presidente do FDP, Guido Westerwelle, combinaram que vão continuar se encontrando em intervalos irregulares. Möllemann foi excluído do encontro de hoje, recusando-se depois a comentar a exigência de renúncia.

A contenda foi provocada por Möllemann com a acusação ao vice-presidente do Conselho Central dos Judeus, o jornalista Michel Friedmann, de contribuir para um aumento do ressentimento anti-semita com o seu apoio incondicional à ação de Israel no conflito com os palestinos.

Além disso, o líder liberal apoiou o deputado Jamal Karsli, que acusou Israel de usar métodos nazistas contra os palestinos. Möllemann fez um pedido de desculpa aos judeus, mas excluiu Friedmann, o qual considerou arrogante.

Por causas de fortes pressões de todos os lados, o deputado Karsli, de origem síria e recém-desligado do Partido Verde, retirou o seu pedido de filiação ao Partido Liberal. Dias depois, anunciou o fim de sua cooperação com a bancada dos liberais no estado da Renãnia do Norte-Vestfália. O presidente do FDP havia apresentado um ultimato ao seu vice, no dia anterior, para ele afastar Karsli da bancada. Do contrário, Westerwelle romperia sua cooperação com Möllemann.

Leia mais