1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Libéria dá alta a último paciente com ebola

Segundo o governo, trata-se do último caso confirmado no país, onde o vírus matou mais de 4 mil pessoas. Autoridades não registram novas infecções ao longo de uma semana.

Ebola Krankenhaus in Liberia

Mais de 4 mil pessoas morreram desde dezembro de 2013, vítimas do ebola na Libéria

O último paciente com ebola na Libéria recebeu alta nesta quinta-feira (05/03), aumentando as esperanças de que o país esteja chegando ao fim da epidemia.

Beatrice Yorkoldo deixou o centro de tratamento de ebola, onde estava sendo tratada num subúrbio da capital Monróvia. O vice-ministro da Saúde do país, Tolbert Nyenseah, declarou no local que ela seria "o último caso confirmado de ebola em todo o país".

"A Libéria passou 12 dias sem nenhum caso confirmado de ebola", afirmou o vice-ministro antes da liberação da paciente no centro de tratamento da doença operado por chineses.

"Esperaremos mais 30 dias para sermos declarados pela Organização Mundial da Saúde [OMS] uma nação livre do ebola", disse Nyenseah, segundo o jornal Liberian Observer.

Segundo a OMS, pela primeira vez desde maio do ano passado, a Libéria ficou uma semana completa sem novos casos confirmados do vírus. A Libéria "reportou não ter novos casos confirmados" durante a semana até 1° de março, afirma a agência da ONU em relatório divulgado nesta quinta-feira.

Desde o início da epidemia no oeste da África, em dezembro de 2013, mais de 23 mil pessoas em nove países foram infectadas pelo vírus, das quais quase 10 mil morreram.

Somente na Libéria – um dos três países mais afetados pelo surto, ao lado de Serra Leoa e Guiné – mais de 4 mil pessoas morreram em decorrência da doença. Há seis meses, o país registrava mais de 300 novos casos por semana.

CA/lusa/dpa/afp

Leia mais