1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Leverkusen tira invencibilidade do Bayern

O vice-campeão obteve sua segunda vitória na temporada. E logo contra o rival e líder do campeonato. Fim da crise? Werder Bremen goleia Bochum e assume a vice-liderança, encostado no Bayern.

default

Entradas duras, como a de Salihamidzic em Bastürk, foram freqüentes no clássico em Leverkusen

Ainda sem vencer na Liga dos Campeões e amargando a última posição antes da área de rebaixamento do Campeonato Alemão, o Bayer Leverkusen encarou o clássico de sábado com o Bayern de Munique como uma decisão. Entrou para ganhar a qualquer custo. Enquanto os anfitriões jogaram com o coração, o Bayern não encontrou espaço para impor seu jogo tático.

O Leverkusen foi à luta logo de cara e acabou recompensado aos 8 minutos. Ao cobrar uma falta, Lúcio descarregou toda a frustração do time e fuzilou. O goleiro Kahn nem viu por onde a bola passou. Em vantagem no placar, o vice-campeão passou a parar o adversário como podia, sem economizar nas caneladas. O clima esquentou. A torcida marcava em cima de Zé Roberto e Ballack, que agora defendem o rival da Baviera.

No fim do primeiro tempo, Brdaric foi expulso. Para aproveitar-se da superioridade numérica em campo, o Bayern de Munique – que até então jogara apenas com Pizarro no ataque – voltou com Élber para a segunda etapa. O recordista de títulos da Alemanha cresceu em campo, mas nem assim conseguia superar o esquema tudo-ou-nada do Leverkusen. Num contra-ataque, Bierofka aumentou para 2 a 0. Salihamidzic diminuiu pouco antes do fim de uma partida em que futebol foi escasso.

Embora a vitória só tenha feito o Leverkusen subir uma posição na tabela, o fato de ter quebrado a invencibilidade do líder da competição, mas também seu maior rival, cria condições para que o vice-campeão recupere seu moral para as próximas partidas. Se é o fim da crise, cabe ao time provar na terça-feira (1º/10), em Haifa, contra o Maccabi, pela Liga dos Campeões.

Apesar da derrota, o Bayern de Munique mantém-se líder da Bundesliga. Seu mais forte concorrente é agora o Werder Bremen, que goleou no domingo o Bochum por 4 a 1 (dois gols de Aílton) e está apenas um ponto atrás. Em seguida vem o Borussia Dortmund que, com gol de Éwerthon aos 43 minutos do segundo tempo, passou pelo Borussia Mönchengladbach e manteve-se como única equipe ainda invicta.

Hansa Rostock e Schalke perderam a oportunidade de encostar no Bayern. O ex-vice-líder perdeu sua terceira partida em casa (2 a 1 para o Hannover) e caiu para a quarta posição. Mesmo com um jogador a mais, o Schalke perdeu sua primeira partida, inesperadamente, para o Arminia Bielefeld (2 a 1). Já o Hertha Berlim vacilou mais uma vez, agora em Munique (1 a 0 para o 1860).

No Kaiserslautern, ainda não há luz no fim do túnel. O lanterna do campeonato perdeu um pênalti aos 41 minutos do segundo tempo (Ratinho) e acabou derrotado por 1 a 0 pelo Nürnberg.

Leia mais