1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Leverkusen disputará final inédita com Real Madrid

Pela primeira vez na sua história, o Bayer Leverkusen disputará a final da Liga dos Campeões. Seu adversário será o Real Madrid que eliminou o Barcelona na semifinal, ao empatar por 1 a 1 no jogo de volta.

default

Luís Figo (e) e Xavi Hernandez disputam a bola na semifinal da Liga dos Campeões

No ano em que completa 100 anos de fundação, o Real Madrid é o franco favorito para conquistar pela nona vez o título máximo do futebol europeu. A final da Liga dos Campeões será disputada no dia 15 de maio em Glasgow (Escócia). Para o técnico do Leverkusen, Klaus Toppmöller, é a partida dos sonhos: "Quero dar pessoalmente meus parabéns ao Real Madrid, na final", havia dito ele.

Na quarta-feira, a semifinal entre o Real Madrid e o Barcelona foi precedida por cenas de pânico. Pouco antes do jogo, no estádio Santiago Bernebéu, a organização terrorista basca fez explodir duas bombas na capital espanhola.

O jogo em si foi bem fraco. Depois de ter vencido por 2 a 0 em Barcelona, o Real Madrid podia até perder de 1 a 0 ou 2 a 1 para alcançar a classificação. A equipe madrilenha abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo, com um belo chute de Raúl de fora da área, no ângulo direito.

O Barcelona empatou aos 3 minutos da etapa final com gol contra de Ivan Helguera. O técnico Vicente del Bosque estava tão sossegado, que substituiu as estrelas Zidane e Figo.

Leverkusen desfalcado – Na final em Glasgow, o Bayer Leverkusen terá dois importantes desfalques: o líbero Nowotny, que rompeu os ligamentos do joelho na partida contra o Manchester, e o meia brasileiro Zé Roberto, suspenso por ter tomado cartão amarelo.

Apesar da euforia, o técnico do Real Madrid, Vicente del Bosque, mostrou-se reservado: "O Leverkusen é uma grande equipe, mesmo sem Zé Roberto e Nowotny". O técnico alemão, Klaus Toppmöller, que assistiu à partida em Madri, reconheceu a superioridade da equipe espanhola, mas prometeu um time ofensivo na final.

As estatísticas não ajudam entretanto o time alemão. Nas quatro vezes em que enfrentou o Real Madrid, o Leverkusen perdeu três partidas e empatou uma. Nunca venceu. Além disso, a equipe espanhola derrotou um time alemão há 42 atrás, numa final disputada também em Glasgow. O Eintracht Frankfurt foi goleado por 7 a 3 e o Real Madri, com os legendários Di Stéfano e Puskas, conquistou seu quinto título europeu. E tem mais: foi num 15 de maio, dia de São Isidro, santo protetor de Madri.