1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Leste dos EUA tenta voltar à normalidade após nevasca

Tempestade que deixou 26 mortos passa, mas cidades como Nova York e Washington continuam em parte paralisadas: escolas estão fechadas, e aeroportos têm centenas de voos cancelados.

default

Trabalhadores retiram neve dos trilhos de trem nos arredores de Nova York

O nordeste dos Estados Unidos tenta voltar à normalidade nesta segunda-feira (25/01), após quase três dias paralisado por uma tempestade histórica, que custou a vida de pelo menos 26 pessoas e deixou a região coberta de neve.

Boa parte dos moradores passou o ensolarado domingo tentando remover a neve da entrada de suas casas e de cima de seus carros. A tempestade foi a segunda maior na história de Nova York, com 68 centímetros de neve registrados no Central Park à meia-noite de sábado. A quantidade só foi superada pelos 68,33 centímetros medidos em fevereiro de 2006. A medição começou há 150 anos na região.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, retirou uma proibição de viagens nas rodovias da região de Nova York e Long Island no domingo. O estado de emergência, porém, continua valendo. As autoridades solicitaram que a população evite o uso dos veículos particulares, pois o tráfego limita os trabalhos das máquinas de remover neve, além de outros riscos gerados pelo gelo nas vias.

US-Ostküste Schneesturm

Times Square ficou coberta de neve

"Deixe seu carro onde ele estiver. Ainda existe risco e, se não é nada urgente, não utilize o veículo", afirmou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, no domingo.

Das 26 mortes registradas, a maioria foi pela inalação de monóxido de carbono de escapamentos de automóveis que estavam cobertos pela neve e em acidentes de trânsito.

A previsão é de que, já nesta segunda-feira, sejam retomadas as aulas nas escolas de Nova York. Em outras cidades atingidas, como Washington, Baltimore e Jersey City, as atividades escolares continuam suspensas.

No aeroporto JFK, o maior da região, foram registrados 76 centímetros de neve, o que obrigou a suspensão de 871 voos no domingo. Nesta segunda, estava previsto o cancelamento de mais 600 viagens.

Assistir ao vídeo 01:02

"Snowzilla" paralisa Estados Unidos

Cerca de 85 milhões de pessoas – um quarto da população do país – foram afetadas pela tempestade de inverno que atingiu ao menos 20 estados americanos. O Serviço Meteorológico Nacional dos EUA estima em quase 1 bilhão de dólares os prejuízos causados pela nevasca.

"Sobrevivemos", definiu Cuomo, ao falar da situação vivida no fim de semana pela população do estado de Nova York.

RPR/rtr/efe/ots

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados