1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Lenda do mergulho em apneia desaparece no Mediterrâneo

Russa Natalia Molchanova, maior medalhista e recordista da modalidade da história, está há três dias desaparecida perto das Ilhas Baleares. Ela provavelmente foi levada por corrente marítima durante mergulho.

O Grupo Especial de Atividades Subaquáticas da Guarda Civil espanhola suspendeu nesta quarta-feira (05/08) a busca submarina pela campeã de mergulho em apneia Natalia Molchanova, que desapareceu no último domingo próximo às Ilhas Baleares, no Mar Mediterrâneo. A Guarda Civil, porém, continuará monitorando a região à procura da atleta russa de 53 anos.

Os mergulhadores acreditam que correntes oceânicas possam ter levado o corpo da atleta para outra área. O trabalho de busca na superfície continua até o próximo domingo. A Guarda Civil espera que o corpo de Molchanova possa vir à tona nos próximos dias.

Molchanova desapareceu no último domingo durante um mergulho sem pé de pato em uma profundidade de 30 a 40 metros na costa do município de Formentera. Ela se separou do grupo e, provavelmente, foi levada por uma forte corrente marítima.

"A causa do desaparecimento de Natalia é desconhecida, mas ela estava fazendo o que amava. A paixão de Natalia pelo mergulho em apneia ardia profundamente dentro dela, fazendo-a dedicar a vida a isso", afirmou o comunicado divulgado pela família de Molchanova e pela Associação Internacional para o Desenvolvimento da Apneia (Aida).

A atleta russa é a mergulhadora em apneia com o maior número de medalhas do mundo. Ela acumulou mais de 40 recordes e 23 títulos mundiais na modalidade, que consiste no mergulho sem equipamentos de respiração, utilizando apenas o ar presente nos pulmões.

A atleta é recordista mundial em sete disciplinas de mergulho livre reconhecidas pela Aida, entre elas apneia constante, apneia estática e imersão livre.

CN/efe/afp/ap

Leia mais